Data Assunto

07/07/2014 - COMUNICADO SINDENEL - COPEL

ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA

EMPREGADOS DA COPEL

O Diretor Presidente do SINDENEL, no uso de suas atribuições estatutárias, convoca todos os empregados da Companhia Paranaense de Energia - COPEL, de sua base territorial, filiados ou não ao sindicato, para se reunirem em Assembléia Geral Extraordinária no dia 17/07/2014 (quinta-feira), na Sede do SINDENEL, sito à rua : Prof. Ulisses Vieira 1515, Santa Quitéria, sendo às 17:30 horas, em primeira chamada, com o número regulamentar de presentes, ou às 18:00 horas, em segunda chamada, com qualquer número de presentes, a fim de deliberar sobre a seguinte ORDEM DO DIA:

Item 01 – Discussão e deliberação da Pauta de Reivindicação para a formalização do Acordo Coletivo de Trabalho – ACT–2014/2015;

Item 02 – Aprovação da Unificação da Pauta de Reivindicação da categoria representada pelo SINDENEL com as pautas aprovadas pelas seguintes Entidades Sindicais: SINDEL; SINDENEL; SINEFI; SINDELPAR; SIEMCEL; SINTEC-PR; STIECP; SENGE-PR; SINTESPAR; SINEL; SINDESPAR; SINDASP e STEEM que, igualmente, representam os trabalhadores da Copel em suas respectivas categorias e/ou bases territoriais, que será entregue à Empresa;
 
Item 03 – Realização das próximas Assembléias Gerais Extraordinárias, relativas à Campanha Salarial do Acordo Coletivo de Trabalho - ACT – 2014/2015, em conjunto com as demais Entidades Sindicais que compõem a Campanha Salarial Unificada do ACT–2014/2015, declinadas no item 02 deste edital.
 
Item 04 – Aprovação do regime de votação de forma secreta, com a utilização de cédula de votação, que deverão ser depositadas em urnas lacradas, contendo a respectiva numeração do lacre, as quais deverão ser abertas juntamente com as demais urnas das demais entidades sindicais relacionadas no item 2 supra, na cidade de Curitiba-PR, após o encerramento de todas as respectivas Assembléias Gerais Extraordinárias – AGE´s dos Sindicatos que compõem a Campanha Salarial Unificada do ACT–2014/2015.

Item 05 – Aprovação para a utilização de urnas itinerantes de coleta de votos nos locais de difícil deslocamento dos trabalhadores.

Item 06 – Aprovação para o escrutínio dos votos coletados durante as Assembleias Gerais Extraordinárias em conjunto com todos os demais votos das Entidades Sindicais que compõem a Campanha Salarial Unificada do ACT-2014/2015, conforme relacionado no item 02 deste edital.

Item 07 – Deliberação para que o SINDENEL celebre o Acordo Coletivo de Trabalho – ACT – 2014/2015, único, com abrangência de todos os Sindicatos que compõem a Campanha Salarial Unificada do ACT–2014/2015, conforme descrito no item 02 deste edital.

Item 08 – Autorização para que o SINDENEL negocie diretamente com a Companhia Paranaense de Energia – Copel ou solicite intermediação junto ao Ministério Público do Trabalho, bem como suscite Dissídio Coletivo de Trabalho junto ao Tribunal Regional do Trabalho da 9ª região;

Item 09 – Fixação de Contribuição Confederativa para todos os empregados conforme Artigo 8º, Inciso IV da Constituição Federal, em favor do SINDENEL.

Curitiba, 07 de julho de 2014.

Alexandre Donizete Martins
Diretor Presidente
SINDENEL

26/06/2014 - COPELIANOS E COPELIANAS

COPELIANOS E COPELIANAS

Iniciamos neste mês a Campanha Salarial do Acordo Coletivo de Trabalho – ACT 2014/2015 visando à construção de uma pauta com as sugestões e necessidades dos trabalhadores. A primeira ação empreendida pelo SINDICATO é a pesquisa para composição de pauta, que neste ano, além de ser entregue nos locais de trabalho, estará disponível em nosso site (www.sindenel.com.br) para você imprimir, responder e encaminhar ao sindicato. Além disto, as sugestões podem ser enviadas em nossa página do Facebook.

Entretanto é necessário destacar que, apesar da pesquisa formal e do espaço no Facebook, será necessário o debate e a aprovação da pauta em assembleia dos trabalhadores, que é o momento de formalização e legalização da pauta.

Por isso, se você considera importante sua participação nas sugestões de pauta, também é indispensável sua presença na assembleia que ocorrerá no dia 17/07/2014 (quinta-feira), na sede do SINDENEL, onde serão validados os pleitos e reivindicações que o SINDENEL levará para discussão com os demais sindicatos visando à composição da pauta unificada que será encaminhada para a COPEL.

Não se omita e participe efetivamente do processo. Se preferir, encaminhe a pesquisa preenchida em nosso email : sindenel@terra.com.br . 

A DIRETORIA

 COPEL - Pesquisa da Campanha Salarial para o Acordo Coletivo de Trabalho - ACT 2014/2015. Acesse aqui :

 

24/06/2014 - COMUNICADO SINDENEL - COPEL

ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA

EMPREGADOS DA COPEL

O Diretor Presidente do SINDENEL, no uso de suas atribuições estatutárias, convoca todos os empregados da Companhia Paranaense de Energia - COPEL, de sua base territorial, filiados ou não ao sindicato, para se reunirem em Assembléia Geral Extraordinária no dia 27/06/2014 (sexta-feira), na Sede do SINDENEL, sito à rua : Prof. Ulisses Vieira 1515, Santa Quitéria, sendo às 17:30 horas, em primeira chamada, com o número regulamentar de presentes, ou às 18:00 horas, em segunda chamada, com qualquer número de presentes, a fim de deliberar sobre a seguinte ORDEM DO DIA:

1. Discussão e deliberação pelos empregados da COPEL para ajuizamento de medida judicial visando a declaração da natureza salarial do ticket/auxílio alimentação aos admitidos até 31 de agosto de 1996 na empresa e diferenças salariais decorrentes;

2. Discussão e deliberação pelos empregados da COPEL para ajuizamento de medida judicial requerendo o pagamento em dobro do descanso semanal suprimido, ou seja, toda vez que o funcionário trabalhou por mais de 7 dias seguidos sem o descanso semanal, conforme entendimento do Tribunal Superior do Trabalho cristalizado na OJ/SDI-1 n. 410;

3. Discussão e deliberação pelos empregados da COPEL para ajuizamento de medida judicial requerendo a declaração da natureza salarial da rubrica DUPLA FUNÇÃO paga pela empresa (e todos seus reflexos) e diferenças salariais decorrente;

4. Discussão e deliberação pelos empregados da COPEL para ajuizamento de medida judicial requerendo o pagamento das diferenças horas extras, horas noturnas e horas de sobreaviso do período sem controle de jornada pela COPEL (dezembro 2011 a agosto de 2012);

5. Discussão e deliberação pelos empregados da COPEL para ajuizamento de medida judicial requerendo o pagamento das diferenças horas extras, horas noturnas e horas de sobreaviso pela aplicação do divisor 150 aos trabalhadores submetidos à jornada contratual de segunda à sexta, 6 horas por dia, 30 horas por semana, conforme direito adquirido para empregados admitidos até 30 de setembro 2007;

6. Discussão e deliberação pelos empregados da COPEL para ajuizamento de medida judicial requerendo o pagamento das diferenças de horas noturnas e de prorrogação de horas noturnas erroneamente pagas à menor pela empresa;

7. Discussão e deliberação pelos empregados da COPEL para ajuizamento de medida judicial requerendo o pagamento de adicional de linha viva aos trabalhadores da empresa que laboram com linha energizada;

8. Discussão e deliberação pelos empregados da COPEL para ajuizamento de medida judicial requerendo o pagamento de salário substituição pago a menor pela empresa;

9. Discussão e deliberação pela categoria dos honorários advocatícios e periciais em caso do ajuizamento de medida judicial referente aos itens 1 a 8 do edital de convocação;

10. Assuntos gerais.

Curitiba, 24 de junho de 2014.

Alexandre Donizete Martins
Diretor Presidente
SINDENEL

24/06/2014 - COMUNICADO SINDENEL ELETROBRAS - ELETROSUL

ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA

EMPREGADOS DA ELETROSUL

O Diretor Presidente do SINDENEL, no uso de suas atribuições estatutárias, convoca todos os empregados da Eletrobras - Eletrosul, de sua base territorial, filiados ou não ao sindicato, para se reunirem em Assembléia Geral Extraordinária no dia 27/06/2014 (sexta-feira), na Sede do SINDENEL, sito à rua : Prof. Ulisses Vieira 1515, Santa Quitéria, sendo às 17:30 horas, em primeira chamada, com o número regulamentar de presentes, ou às 18:00 horas, em segunda chamada, com qualquer número de presentes, a fim de deliberar sobre a seguinte ORDEM DO DIA:

1. Discussão e deliberação pelos empregados da ELETROSUL para ajuizamento de medida judicial visando a declaração da natureza salarial do ticket/auxílio alimentação aos admitidos até a adesão da empresa ao PAT e todas diferenças salariais decorrentes;
    
2. Discussão e deliberação pelos empregados da ELETROSUL para ajuizamento de medida judicial requerendo o pagamento das diferenças de horas noturnas e de prorrogação de horas noturnas erroneamente pagas à menor pela empresa;

3. Discussão e deliberação pelos empregados da ELETROSUL para ajuizamento de medida judicial requerendo a declaração da natureza salarial da rubrica SALÁRIO FAMÍLIA paga pela empresa (e todos seus reflexos) e diferenças salariais decorrente;

4. Discussão e deliberação pela categoria dos honorários advocatícios e periciais em caso do ajuizamento de medida judicial referente aos itens 1 a 3 do edital de convocação;

5. Assuntos gerais.

Curitiba, 24 de junho de 2014.

Alexandre Donizete Martins
Diretor Presidente
SINDENEL

 

06/06/2014 - COMUNICADO SINDENEL

Trabalhadores da COPEL:
 
Em reunião quadrimestral de avaliação do Acordo Coletivo de Trabalho, realizada ontem, 05/06, foram discutidos assuntos pendentes, entre eles destacamos:

- Diária de alimentação - solicitamos reajuste nos valores. A COPEL informou que reajustou a pernoite e que em julho deverá reajustar os valores de alimentação;
- Participação dos trabalhadores na direção da Fundação COPEL - A COPEL informou que foi criado um grupo de estudo sobre o assunto. Os sindicatos defendem a necessidade e importância da participação dos trabalhadores na direção da Fundação;
- Situação do PDI - Solicitamos o retorno do Programa de desligamento anterior por ter sido de caráter permanente. A empresa levará o pedido para avaliação da Diretoria da COPEL;
- Emissão de PPPs - A demora na emissão destes documentos são inaceitáveis, trazendo prejuízo aos empregados que querem solicitar sua aposentadoria. A COPEL se comprometeu em buscar uma solução para agilizar o processo de emissão das PPPs;
- Assessoria jurídica a empregados e liberação de dirigentes sindicais - As entidades sindicais encaminharão para a COPEL uma proposta para inclusão no Acordo Coletivo de Trabalho deste ano;
- Atas das reuniões - Os sindicatos solicitaram elaboração de ATA em conjunto, com as considerações da empresa e dos sindicatos, sobre os temas discutidos, para divulgação à todos os trabalhadores;
- Sobreaviso - Foram relatados diversos problemas nas escalas de sobreaviso. Os problemas pontuais devem ser encaminhados para o RH da COPEL para as devidas tratativas;
- Empregados de 4 horas - Foi discutido com a COPEL a situação destes trabalhadores. A empresa continua estudando formas de resolver esta questão;
- Jogos da COPA em Curitiba - O Sindenel solicitou a liberação dos empregados de Curitiba no dia destes jogos. A empresa informou que está avaliando o pedido.

A DIRETORIA

05/06/2014 - COMUNICADO SINDENEL - PLR 2014 - COPEL

Copelianos e Copelianas:

Ontem, 04/06, foi realizada reunião entre a COPEL e os sindicatos para iniciar a negociação da Participação nos Lucros e/ou Resultados - PLR 2014 conforme previsto na lei federal 10.101. Foram discutidos com a COPEL os itens necessários para compor um novo acordo, dentre eles as metas, a forma de distribuição e o montante. Ficou estabelecido, que a COPEL apresentará aos sindicatos quais as metas comporiam o acordo possibilitando os estudos e as análises necessárias pelas entidades sindicais. A forma de distribuição deverá continuar linear conforme estabelecido na lei estadual 16.560. Com relação ao montante será necessário uma ampla discussão, tendo em vista a prática da COPEL em limitar os valores em 2 folhas de pagamento ou 25% do valor pago aos acionistas, utilizando o menor limitador. A posição do SINDENEL é pela retirada do limitador de 2 folhas de pagamento e que o atingimento das metas seja atrelado somente ao percentual pago aos acionistas. Nova reunião foi marcada para o mês de julho e esperamos que haja avanços na proposta. Fiquem atentos e acompanhem o andamento das negociações sobre a PLR.
Nesta quinta-feira, teremos nova reunião com a COPEL, desta vez para discutir assuntos pendentes do Acordo Coletivo. Ao final da reunião, divulgaremos as informações.

A Diretoria

03/06/2014 - COMUNICADO SINDENEL

Trabalhadores da COPEL :

Informamos que foi agendado reunião com a COPEL conforme cronograma abaixo:

Dia 04/06 - Início das negociações referente a Participação nos Lucros e/ou Resultados de 2014;


Dia 05/06 - Reunião quadrimestral para discussão de assuntos pendentes do Acordo Coletivo de Trabalho.

Acompanhem no site do sindicato as novidades sobre as reuniões.

A DIRETORIA

23/05/2014 - COMUNICADO SINDENEL ELETROBRAS - ELETROSUL

AVISO À POPULAÇÃO

Comunicamos que os empregados da Eletrobrás Eletrosul, reunidos em Assembleias Gerais Extraordinárias, realizadas no dia 23 de maio de 2014, deliberaram pela PARALIZAÇÃO DE DE SUAS ATIVIDADES POR 72 HORAS nos dias, 28, 29 e 30 de maio de 2014. Notificamos que haverão trabalhadores em horários necessários para manter o sistema de transmissão de energia em operação no caso de ocorrências e contingências.

DIRETORIA SINDENEL

 

21/05/2014 - COMUNICADO SINDENEL ELETROBRAS - ELETROSUL

            O Presidente do SINDENEL, no uso de suas atribuições estatutárias, CONVOCA todos os empregados da Eletrobras – Eletrosul, lotados em sua base representativa, associados ou não, a participarem de ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA, a realizar-se em frente aos portões da empresa, nas localidades e horários indicados abaixo:

 

  • Em Curitiba: no dia 23 de maio de 2014, às 12h00 em primeira convocação com o número regulamentar de presentes e às 13h00 em segunda convocação com qualquer número de presentes;
  • Em Areia: no dia 23 de maio de 2014, às 08h30 em primeira convocação com o número regulamentar de presentes e às 09h00 em segunda convocação com qualquer número de presentes;
  • Em Laranjeiras do Sul: no dia 23 de maio de 2014, às 08h30 em primeira convocação com o número regulamentar de presentes e às 09h00 em segunda convocação com qualquer número de presentes;

 Com a seguinte Ordem do Dia:

1.   Informe e discussão sobre a negociação da Participação nos Lucros e/ou Resultados - PLR 2013;

2.   Deliberação da categoria sobre paralisação de 72 horas nos dias 28, 29 e 30 de maio;

3.   Assuntos Diversos.

 Curitiba, 21 de maio de 2014.     

  

Alexandre Donizete Martins

Diretor Presidente do Sindenel

 

30/04/2014 - COPEL - PARTICIPAÇÃO NOS LUCROS E/OU RESULTADOS

PLR 2013 - Copel

Na tarde de hoje, 28/04, o Sindenel esteve na sede da empresa e procedeu a assinatura do Acordo da Participação nos Lucros e/ou Resultados - PLR 2013, conforme aprovação dos trabalhadores nas assembléias unificadas. O presidente da Copel, Lindolfo Zimmer e o Diretor de Gestão Coorporativa, Marcos Domakoski, estiveram presentes na reunião. A PLR será paga no dia 05/05 (segunda-feira) para os empregados da ativa.

A Diretoria

28/04/2014 - COPEL - PARTICIPAÇÃO NOS LUCROS E/OU RESULTADOS

COPELIANOS :

Está agendado para hoje a tarde (28/04), na sede da COPEL, a assinatura dos sindicatos referente ao Acordo da Participação nos Lucros e/ou Resultados - PLR 2103, com pagamento em 2014. Assim que tivermos informações sobre a data do pagamento da PLR estaremos divulgando a todos os trabalhadores.

A DIRETORIA

23/04/2014 - Assembleia Unificada Compagas - ACT 2014/2015

EDITAL DE CONVOCAÇÃO PARA
ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA


O Diretor-Presidente dos Sindicatos SINDENEL, SENGE, SINTEC e SINAEP convocam todos os trabalhadores da Compagas, para comparecerem à Assembleia Geral Extraordinária das categorias, a ser realizada às 12:30h em primeira chamada e às 13:00h em segunda chamada do dia 28 de abril de 2014 (segunda-feira), na sede da Compagas, localizada na Rua Hasdrúbal Bellegard 1177, Curitiba, Pr, para apreciação e deliberação dos seguintes itens:
a)    Contra proposta apresentada pela empresa para renovação do Acordo Coletivo de Trabalho 2014/2015;
b)    Taxa negocial aos sindicatos;
c)    Outros assuntos.


Curitiba, 23 de abril de 2014


ALEXANDRE DONIZETE MARTINS
presidente do SINDENEL
Sindicato dos Eletricitários de Curitiba

    ULISSES KANIAK
       Presidente do SENGE-PR
 Sindicato dos Engenheiros no Estado da Paraná 

 SOLOMAR PEREIRA ROCKEMBACH
Presidente do SINTEC- PR
         Sindicato dos Técnicos Industriais no Estado do Paraná                             

ALOÍSIO MERLIN
Presidente do SINAEP-PR
Sindicato dos Administradores no Estado do Paraná

14/04/2014 - COMUNICADO SINDENEL


ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA

EMPREGADOS LEITURISTAS DA COPEL

O Diretor Presidente do SINDENEL, no uso de suas atribuições estatutárias, convoca todos os empregados da Companhia Paranaense de Energia - COPEL, de sua base territorial, filiados ou não ao sindicato, para se reunirem em Assembléia Geral Extraordinária no dia 16/04/2014 (quarta-feira), na Sede do SINDENEL, sito à rua : Prof. Ulisses Vieira 1515, Santa Quitéria, sendo às 17:30 horas, em primeira chamada, com o número regulamentar de presentes, ou às 18:00 horas, em segunda chamada, com qualquer número de presentes, a fim de deliberar sobre a seguinte ORDEM DO DIA:

1.    Discussão e deliberação pelos empregados leituristas da COPEL para ajuizamento de medida judicial referente ao adicional de risco;
2.    Discussão e deliberação pela categoria dos honorários advocatícios e periciais em caso do ajuizamento de medida judicial referente ao adicional de risco;
 3.        Assuntos gerais.

Curitiba, 14 de abril de 2014.

Alexandre Donizete Martins
Diretor Presidente
SINDENEL


21/03/2014 - COMUNICADO SINDENEL

Resultado da votação da PLR 2013 - Copel

Foram apuradas as urnas na tarde do dia 20/03, em Curitiba e o resultado foi o seguinte:

2058 Sim - 74,19%,

668 Não - 24,08%,

3 Brancos;
2 nulos;
43 Abstenções.
Total de votantes: 2774

A proposta foi aprovada.

A Diretoria

18/03/2014 - REENQUADRAMENTO - COPEL

COMUNICADO SINDENEL - COPEL

Informamos que o prazo para entrega da documentação pessoal e resumo da situação individual relativa ao reenquadramento será até o dia 25/03. Os trabalhadores interessados poderão trazer ou enviar ao sindicato sua situação para que possamos realizar os encaminhamentos junto à Copel.

A Diretoria

18/03/2014 - COMUNICADO SINDENEL

Convocação para reunião - Leituristas da Copel

Convocamos os leituristas da COPEL, para reunião no sindicato, sito à Rua: Ulisses Vieira, 1515, Santa Quitéria, no dia 26/03 ( quarta-feira), às 18:00h, para discussão e deliberação específica sobre a atividade, visando a preparação de reunião agendada com a COPEL, que tratará de assuntos de interesse desta categoria.

A Diretoria

06/03/2014 - COPEL - PARTICIPAÇÃO NOS LUCROS E/OU RESULTADOS

ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA
EMPREGADOS DA COPEL
PARTICIPAÇÃO NOS LUCROS E/OU RESULTADOS 2013

 O Diretor Presidente do SINDENEL, no uso de suas atribuições estatutárias, convoca todos os empregados da Companhia Paranaense de Energia - COPEL, de sua base territorial, filiados ou não ao sindicato, para se reunirem em Assembléia Geral Extraordinária nos dias, locais e horários, conforme segue:

07/03    Agência Sta. Felicidade    08:00h às 09:00h
07/03    Agência Sítio Cercado    17:00h às 18:00h
10/03    Agência Centro    08:00h às 09:00h
10/03    Comendador Araújo    12:00h às 13:00h
10/03    Santa Quitéria    17:00h às 18:00h
11/03    Agência Bacacheri    08:00h às 09:00h
11/03    Mariano Torres    12:00h às 13:00h
11/03    Atuba    17:00h às 18:00h
12/03    Agência Portão    08:00h às 09:00h
12/03    Padre Agostinho    12:00h às 13:00h
12/03    Agência Vila Hauer    17:00h às 18:00h
13/03    Km3    17:00h às 18:00h
14/03    Sede do SINDENEL     08:30 às 17:30h


A fim de deliberarem sobre a seguinte ORDEM DO DIA:


1. Discussão e deliberação pela categoria para unificação das assembleias e dos votos visando o Acordo Coletivo da Participação nos Lucros e/ou Resultados 2013;
2. Apresentação e deliberação da proposta da COPEL visando o pagamento da Participação dos Lucros e/ou Resultados do ano de 2013;
3.
Assuntos diversos.


Curitiba, 05 de março de 2014.

Alexandre D. Martins
Diretor Presidente
SINDENEL

27/02/2014 - ATENÇÃO - Trabalhadores e Trabalhadoras da COMPAGAS

Trabalhadores e Trabalhadoras da

COMPAGAS

Acessem a pauta unificada do ACT 2014/2015 :

 

27/02/2014 - COMUNICADO SINDENEL

Copel - PLR 2013

Reunião ocorrida hoje em Curitiba definiu a proposta negociada entre os sindicatos e a Copel para o pagamento da Participação nos Lucros e/ou resultados referente a 2013 e que será paga em 2014. Estiveram presentes na reunião, além dos propostos da Copel, os diretores de Gestão Empresarial, Marcos Domakoski e de Finanças e Relação com Investidores, Luiz Eduardo Sebastiani. A proposta inicial da Copel foi amplamente debatida e o resultado culminou no valor histórico de 78 milhões, maior valor a ser distribuído na história da PLR. Agora, as entidades sindicais levarão a proposta pra deliberação dos trabalhadores da Copel. Serão agendadas assembleias unificadas em todas as bases e valerá a soma de todos os votos. Cabe a vc trabalhador, participar e decidir. Aguardem as datas e locais pra votação. Sempre na luta.


A Diretoria

21/02/2014 - COMUNICADO SINDENEL

ELETRICITÁRIOS DA COPEL

PLR 2013 – No dia 19/02, foi realizada reunião entre os sindicatos e a COPEL, a fim de discutir a Participação nos Lucros e/ou Resultados de 2013, com pagamento em 2014. Foram discutidos pontos da proposta da COPEL, ficando agendada nova reunião para o dia 25/02, desta vez com a presença dos diretores da empresa. Esperamos alcançar uma proposta que valorize a dedicação dos trabalhadores e que possa ser levada para decisão da categoria nas Assembleias. Aguardem as novidades e os encaminhamentos sobre a proposta.

Reunião de avaliação do Acordo Coletivo de Trabalho 2013/2014 – No dia 20/02, O SINDENEL, em conjunto com os demais sindicatos, participou da reunião com a COPEL, onde foram discutidos assuntos pendentes do ACT.  Nesta reunião, a COPEL informou a retomada dos reenquadramentos, que estavam pendentes deste o ano passado , nos meses de fevereiro e março de 2014. Caso isso não ocorra, os trabalhadores devem procurar o sindicato para os devidos encaminhamentos. Os demais assuntos discutidos (liberação de dirigentes sindicais, assessoria jurídica para empregados e compensação de horas) ainda estão em avaliação, ficando agendada nova reunião para junho.

A DIRETORIA

 

19/02/2014 - COMUNICADO SINDENEL

ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINARIA

EMPREGADOS DA COMPAGAS

Os presidentes do Sindicato dos Eletricitários de Curitiba – SINDENEL, Sindicato dos Técnicos Industriais de Nível Médio do Paraná – SINTEC e do Sindicato dos Administradores do Paraná – SINAEP, no uso de suas atribuições estatutárias, convocam todos os empregados representados da COMPAGAS a participarem no dia 25/2/2014 (terça-feira), na sede da empresa, na Cidade Industrial, da Assembléia Geral Extraordinária, sendo às 12:30, em primeira chamada, e às 13 HORAS, EM SEGUNDA CHAMADA, com qualquer número de presentes, para a seguinte Ordem do Dia:

1.    Apresentação e deliberação pelos empregados da PAUTA UNIFICADA referente a renovação do Acordo Coletivo de Trabalho – ACT do biênio 2014/2015;

2.    Apresentação e deliberação pelos empregados referente a PLR 2014, pagamento em 2015;

3.    Assuntos Gerais.

Curitiba, 19 de fevereiro de 2014

Alexandre Donizete Martins
    SINDENEL

05/02/2014 - COMUNICADO SINDENEL

Prezados empregados e empregadas da COMPAGAS,

Dando o pontapé inicial  da renovação do Acordo Coletivo de Trabalho do biênio 2014/2015 convidamos todos os empregados e empregadas da COMPAGAS, representados pelo SINDENEL, a participarem do processo encaminhando seus pleitos e sugestões para formação da PREPAUTA até o dia 12/02/2014 (quarta-feira). Na sequencia será realizada uma assembléia geral visando a aprovação da PAUTA UNIFICADA a ser protocolizada na COMPAGAS.Os empregados podem encaminhar os pleitos, sugestões e considerações no seguinte endereço: sindenel@terra.com.br.

Informamos, também, que o SINDENEL conta um diretor de base, empregado da COMPAGAS, para quaisquer esclarecimentos (Edson da Silva Godinho).

Permanecemos a disposição de todos,

A DIRETORIA

29/01/2014 - COPEL - PARTICIPAÇÃO NOS LUCROS E/OU RESULTADOS

TRABALHADORES DA COPEL

Hoje, 29/01/14, estamos reunidos com a COPEL para discussão e formatação de uma nova comissão de negociação da Participação nos Lucros e Resultados - PLR. Neste dia, será discutido a estrutura, o regulamento e a forma de trabalho. Na sequência estaremos divulgando aos trabalhadores o resultado da reunião. A PLR 2013 com pagamento em 2014 será negociada por esta comissão. Divulgaremos os encaminhamentos ao final da reunião.

A DIRETORIA

06/12/2013 - COMUNICADO SINDENEL

Assembleia dos Trabalhadores em escala de revezamento da Copel

Convocamos os trabalhadores da Copel, que executam suas atividades em turno de revezamento, para Assembleia, que será realizada as 15:00h do dia 09/12/2013, na sede do Sindenel, na Rua: Ulisses Vieira, 1515, Santa Quitéria, para discussões e deliberações sobre a mudança nas escalas de trabalho. Participe e decida os encaminhamentos do sindicato.

A diretoria

21/11/2013 - COMUNICADO SINDENEL

Prezados empregados e empregadas da COMPAGAS,

Os sindicatos SINDENEL, SENGE, SINAEP e SINTEC convocam todos os empregados representados da COMPAGAS a se reunirem no proximo dia 26/11, terça-feira, às 12h30, em primeira chamada e às 13 horas, em segunda chamada, com qualquer número de presentes, na sede da empresa (refeitorio) para deliberarem sobre a proposta da empresa referente a PPR 2013, pagto em 2014.
Contamos com a presença de todos e todas.


Saudações sindicais,

A DIRETORIA

 

19/11/2013 - COMUNICADO SINDENEL

Atenção Trabalhadores da COPEL em escala de revezamento - turno de 8 horas:

Convocamos para reunião amanhã, 20/11, às 16:00h, na sede do SINDENEL, sito à rua: Ulisses Vieira, 1515 - Santa Quitéria, para deliberação e discussão de encaminhamentos do sindicato sobre a escala de revezamento.
Contamos com a presença de todos.


A Diretoria

06/11/2013 - COMUNICADO SINDENEL - ELEIÇÃO

EDITAL DO RESULTADO DO PLEITO ELEITORAL - SINDENEL - 2014/2018 

Não tendo sido interposto recurso em relação ao processo eleitoral com vistas aos órgãos de Direção; Fiscalização e Representação desta entidade, na forma do Regimento Eleitoral, bem ainda, do Estatuto Social, a Comissão Eleitoral, assim constituída por meio da Resolução de Diretoria de 04/10/2013, cujas assinaturas constam no final do presente, faz saber aos que o presente Edital virem ou dele conhecimento tiverem, que na aludida eleição, realizada no dia 05 de novembro de 2013, foi eleita a CHAPA UM (única), cuja constituição é a seguinte: 

 

CHAPA UM

 

 

DIRETORIA EXECUTIVA

 

 

CARGO

 

 

NOME

 

EMPRESA

Presidente

Alexandre Donizete Martins

Copel

Vice-Presidente

Cícero Antonio Miller dos Santos

Itaipu

Secretário Geral

Luis Eduardo Reway Nunes

Copel

1º Secretário

Edson da Silva Godinho

Compagas

Tesoureiro Geral

Carlos Minoru Koseki

Itaipu

1º Tesoureiro

Denise Merino

Copel

Diretor Adjunto Executivo

Airton Lima dos Santos

Copel

Diretor Adjunto Administrativo

Valdir de Barros Machado

Copel

Diretor de Relações Trabalho

Dion Jakson Pietchak de Oliveira

Eletrosul

Suplente

Antonio Baptista Abrão

Copel

Suplente

Damião Alves da Silva

Copel

Suplente

Daniel Muniz Oliveira

Copel

Suplente

João Batista Ribeiro

Copel

Suplente

Dyego Bauer

Copel

Suplente

Marcos Andriola

Copel

 

 

 

 

  

 

CONSELHO FISCAL

 

 

CARGO

 

 

NOME

 

EMPRESA

Titular

 

José Augusto Marques

Copel

Titular

 

Loedir Grellmann Morais

Copel

Titular

 

Rogério Moura Tavares

Copel

Suplente

 

Geober Francisco dos Santos Alves

Copel

  

 

CONSELHO DE REPRESENTANTES

 

 

CARGO

 

 

NOME

 

EMPRESA

Titular

 

Fabio Kerber

Eletrosul

Titular

 

Francisco Borghi

Itaipu

  

 

CONSELHO DELIBERATIVO

 

 

CARGO

 

 

NOME

 

EMPRESA

Conselheiro

 

Aparecido Vicente Ferreira

Copel

Conselheiro

 

Claudio Behling

Copel

Conselheiro

 

Eduardo Augusto Iglesias

Copel

Conselheiro

 

Emerson Luiz Blun Lima

Copel-aposentado

Conselheiro

 

José Arthur Frota

Copel- aposentado

Conselheiro

 

José Carlos Teleginski

Copel

Conselheiro

 

Luiz Tantsch

Copel

Conselheiro

 

Marcelo Olsemann Custodio

Copel

Conselheiro

 

Marcos Flavio da Silva

Eletrosul

Conselheiro

 

Nelson Stelmasuk

Itaipu- aposentado

Conselheiro

 

Newton Sergio Fernandes

Copel

Conselheiro

 

Pedro de Souza

Copel

Conselheiro

 

Rodrigo Prado Bernardes

Copel

Conselheiro

 

Silvia Helena Maciag

Copel

Conselheiro

 

Valdinei Castilho Pinto

Copel

Conselheiro

 

Walter Pamplona

Copel

 
 

 

Curitiba, 05 de novembro de 2013.

 





 

Moacir Correia Barbosa Filho

Adriane Lemos Steinke

Presidente

Secretária Geral

 

 

Rogério Kormann Júnior

Luiz Antonio Tomaz de Lima

 

 

29/10/2013 - COMUNICADO SINDENEL - ELEIÇÃO

COMUNICADO DA COMISSÃO ELEITORAL OO1/2013

A Comissão Eleitoral para o Pleito Eleitoral SINDENEL 2014/2018, assim constituída, por meio da Resolução de Diretoria de 04/10/2013, cujas assinaturas constam no final da presente ata, cumprindo o que determina os artigos 3º e seguintes do Regimento Eleitoral, bem ainda, disposições estatutárias, no uso de suas atribuições legais e regimentais, faz saber a quem interessar, que apenas uma chapa se inscreveu, no prazo legal, para concorrer às eleições para o período 2014/2018. Os membros da Comissão Eleitoral não constataram a existência de quaisquer irregularidades no processo e registro da CHAPA UM, cujo rol de candidatos aos cargos segue coligido a este documento, integrando-o, no que concerne aos requisitos exigidos no Estatuto e no Regimento Eleitoral para a candidatura, estando, pois, todos os candidatos aos cargos, em pleno gozo de seus direitos sociais.A inscrição foi considerada regular e a chapa foi devidamente homologada, por unanimidade, pela comissão eleitoral.

Curitiba, 28 de outubro de 2013.

Moacir Correia Barbosa Filho                      Adriane Lemos Steinke
                 Presidente                                             Secretária Geral
   
Rogério Kormann Júnior                              Luiz Antonio Tomaz de Lima



Conheça os candidatos homologados pela chapa UM :

CHAPA UM


DIRETORIA EXECUTIVA


CARGO                                                             NOME                                          EMPRESA

Presidente                                                  Alexandre Donizete Martins              Copel
Vice-Presidente                                         Cícero Antonio Miller dos Santos     Itaipu
Secretário Geral                                        Luis Eduardo Reway Nunes              Copel
1º Secretário                                              Edson da Silva Godinho                    Compagas
Tesoureiro Geral                                        Carlos Minoru Koseki                         Itaipu
1º Tesoureiro                                              Denise Merino                                     Copel
Diretor Adjunto Executivo                         Airton Lima dos Santos                     Copel
Diretor Adjunto Administrativo                 Valdir de Barros Machado                 Copel
Diretor de Relações Trabalho                  Dion Jakson Pietchak de Oliveira    Eletrosul
Suplente                                                      Antonio Baptista Abrão                     Copel
Suplente                                                      Damião Alves da Silva                      Copel
Suplente                                                      Daniel Muniz Oliveira                         Copel
Suplente                                                      João Batista Ribeiro                          Copel
Suplente                                                      Dyego Bauer                                       Copel
Suplente                                                      Marcos Andriola                                 Copel

CONSELHO FISCAL

CARGO                                                             NOME                                       EMPRESA
   
Titular                                                           José Augusto Marques                    Copel
Titular                                                           Loedir Grellmann Morais                  Copel
Titular                                                           Rogério Moura Tavares                   Copel
Suplente                                                      Geober Francisco dos S. Alves      Copel

CONSELHO DE REPRESENTANTES


CARGO                                                             NOME                                  EMPRESA 

Titular                                                           Fabio Kerber                                Eletrosul
Titular                                                           Francisco Borghi                          Itaipu

CONSELHO DELIBERATIVO


CARGO                                                             NOME                                  EMPRESA
   
Conselheiro                                                Aparecido Vicente Ferreira       Copel
Conselheiro                                                Claudio Behling                            Copel
Conselheiro                                                Eduardo Augusto Iglesias          Copel
Conselheiro                                                Emerson Luiz Blun Lima        Copel-aposentado
Conselheiro                                                José Arthur Frota                    Copel-aposentado
Conselheiro                                                José Carlos Teleginski                Copel
Conselheiro                                                Luiz Tantsch                                  Copel
Conselheiro                                                Marcelo Olsemann Custodio      Copel
Conselheiro                                                Marcos Flavio da Silva                Eletrosul
Conselheiro                                                Nelson Stelmasuk                     Itaipu-aposentado
Conselheiro                                                Newton Sergio Fernandes          Copel
Conselheiro                                                Pedro de Souza                           Copel
Conselheiro                                                Rodrigo Prado Bernardes          Copel
Conselheiro                                                Silvia Helena Maciag                  Copel
Conselheiro                                                Valdinei Castilho Pinto               Copel
Conselheiro                                                Walter Pamplona                        Copel

Conheça os locais e os horários das urnas para votação do dia 05/11/2013

LOCAL                                            NÚMERO DA URNA                      HORÁRIO
           
SEDE DO SINDENEL                                  1                                   08:00h às 17:30h
           
COMPAGAS                                                  2                                   08:00h às 10:00h
           
ELETROSUL                                                 2                                   10:30h às 12:00h
           
AG. SITIO CERCADO                                  2                                   14:00h às 15:30h
           
AG. VILA HAUER                                         2                                   16:00h às 17:00h
           
Km 3                                                               3                                   08:00h às 12:00h
           
Copel Barigui                                                3                                   14:00h às 15:00h

P. Agostinho                                                  3                                   15:00h às 17:00h
           
Itaipu                                                              4                                   08:00h às 10:30h
           
Comendador                                                4                                   10:45h às 12:00h
           
Mariano                                                         4                                   14:00h às 15:30h
           
Ag. Centro                                                    4                                   16:00h às 17:00h
           
Atuba                                                            5                                   08:00h às 10:30h
           
Ag. Bacacheri                                             5                                   11:00h às 12:00h
           
Elejor                                                            5                                   14:00h às 15:00h
           
Ag. Sta. Felicidade                                    5                                   16:00h às 17:00h
           
Sta. Quitéria                                                6                                   08:00h às 12:00h
           
Ag. Portão                                                   6                                   14:00h às 15:00h

 

Comissão eleitoral do SINDENEL 2013

29/10/2013 - COMUNICADO SINDENEL - ELEIÇÃO

COMUNICADO DA COMISSÃO ELEITORAL OO1/2013

A Comissão Eleitoral para o Pleito Eleitoral SINDENEL 2014/2018, assim constituída, por meio da Resolução de Diretoria de 04/10/2013, cujas assinaturas constam no final da presente ata, cumprindo o que determina os artigos 3º e seguintes do Regimento Eleitoral, bem ainda, disposições estatutárias, no uso de suas atribuições legais e regimentais, faz saber a quem interessar, que apenas uma chapa se inscreveu, no prazo legal, para concorrer às eleições para o período 2014/2018. Os membros da Comissão Eleitoral não constataram a existência de quaisquer irregularidades no processo e registro da CHAPA UM, cujo rol de candidatos aos cargos segue coligido a este documento, integrando-o, no que concerne aos requisitos exigidos no Estatuto e no Regimento Eleitoral para a candidatura, estando, pois, todos os candidatos aos cargos, em pleno gozo de seus direitos sociais.A inscrição foi considerada regular e a chapa foi devidamente homologada, por unanimidade, pela comissão eleitoral.

Curitiba, 28 de outubro de 2013.

Moacir Correia Barbosa Filho    Adriane Lemos Steinke
Presidente            Secretária Geral
   
Rogério Kormann Júnior  Luiz Antonio Tomaz de Lima

29/10/2013 - COMUNICADO SINDENEL - ELEIÇÃO

Conheça os candidatos homologados pela chapa UM :

 

 

CHAPA UM

 

 

DIRETORIA EXECUTIVA

 

 

CARGO

 

 

NOME

 

EMPRESA

Presidente

Alexandre Donizete Martins

Copel

Vice-Presidente

Cícero Antonio Miller dos Santos

Itaipu

Secretário Geral

Luis Eduardo Reway Nunes

Copel

1º Secretário

Edson da Silva Godinho

Compagas

Tesoureiro Geral

Carlos Minoru Koseki

Itaipu

1º Tesoureiro

Denise Merino

Copel

Diretor Adjunto Executivo

Airton Lima dos Santos

Copel

Diretor Adjunto Administrativo

Valdir de Barros Machado

Copel

Diretor de Relações Trabalho

Dion Jakson Pietchak de Oliveira

Eletrosul

Suplente

Antonio Baptista Abrão

Copel

Suplente

Damião Alves da Silva

Copel

Suplente

Daniel Muniz Oliveira

Copel

Suplente

João Batista Ribeiro

Copel

Suplente

Dyego Bauer

Copel

Suplente

Marcos Andriola

Copel

 

 

 

 

CONSELHO FISCAL

 

 

CARGO

 

 

NOME

 

EMPRESA

Titular

 

José Augusto Marques

Copel

Titular

 

Loedir Grellmann Morais

Copel

Titular

 

Rogério Moura Tavares

Copel

Suplente

 

Geober Francisco dos Santos Alves

Copel

 

 

 

CONSELHO DE REPRESENTANTES

 

 

CARGO

 

 

NOME

 

EMPRESA

Titular

 

Fabio Kerber

Eletrosul

Titular

 

Francisco Borghi

Itaipu

 

 

 

CONSELHO DELIBERATIVO

 

 

CARGO

 

 

NOME

 

EMPRESA

Conselheiro

 

Aparecido Vicente Ferreira

Copel

Conselheiro

 

Claudio Behling

Copel

Conselheiro

 

Eduardo Augusto Iglesias

Copel

Conselheiro

 

Emerson Luiz Blun Lima

Copel-aposentado

Conselheiro

 

José Arthur Frota

Copel- aposentado

Conselheiro

 

José Carlos Teleginski

Copel

Conselheiro

 

Luiz Tantsch

Copel

Conselheiro

 

Marcelo Olsemann Custodio

Copel

Conselheiro

 

Marcos Flavio da Silva

Eletrosul

Conselheiro

 

Nelson Stelmasuk

Itaipu- aposentado

Conselheiro

 

Newton Sergio Fernandes

Copel

Conselheiro

 

Pedro de Souza

Copel

Conselheiro

 

Rodrigo Prado Bernardes

Copel

Conselheiro

 

Silvia Helena Maciag

Copel

Conselheiro

 

Valdinei Castilho Pinto

Copel

Conselheiro

 

Walter Pamplona

Copel

 

 

29/10/2013 - COMUNICADO SINDENEL - ELEIÇÃO

Conheça os locais e os horários das urnas para votação do dia 05/11/2013

 

LOCAL

NÚMERO DA URNA

HORÁRIO

 

 

 

SEDE DO SINDENEL

1

08:00h às 17:30h

 

 

 

COMPAGAS

2

08:00h às 10:00h

 

 

 

ELETROSUL

2

10:30h às 12:00h

 

 

 

AG. SITIO CERCADO

2

14:00h às 15:30h

 

 

 

AG. VILA HAUER

2

16:00h às 17:00h

 

 

 

Km 3

3

08:00h às 12:00h

 

 

 

Copel Barigui

3

14:00h às 15:00h

 

 

 

P. Agostinho

3

15:00h às 17:00h

 

 

 

Itaipu

4

08:00h às 10:30h

 

 

 

Comendador

4

10:45h às 12:00h

 

 

 

Mariano

4

14:00h às 15:30h

 

 

 

Ag. Centro

4

16:00h às 17:00h

 

 

 

Atuba

5

08:00h às 10:30h

 

 

 

Ag. Bacacheri

5

11:00h às 12:00h

 

 

 

Elejor

5

14:00h às 15:00h

 

 

 

Ag. Sta. Felicidade

5

16:00h às 17:00h

 

 

 

Sta. Quitéria

6

08:00h às 12:00h

 

 

 

Ag. Portão

6

14:00h às 15:00h

 

 

18/10/2013 - COMUNICADO SINDENEL - COPEL - ACT 2013/2014

Hoje, 18/10, a partir das 13:00h, em frente ao refeitório do Km 3 - Curitiba, será realizado o escrutínio da Campanha Unificada, com a participação dos trabalhadores da COPEL. Depois de percorrer as bases durante as assembleias e conversar com muitos trabalhadores, chegou a hora de saber o resultado das urnas. O SINDENEL continua empenhado na defesa dos eletricitários e a participação dos trabalhadores é fundamental nesta luta. Ao término da apuração, estaremos divulgando o resultado final. A luta se faz com a união de todos. Compareça.

A Diretoria

18/10/2013 - COMUNICADO SINDENEL - COPEL - ACT 2013/2014

ACT 2013/2014 da Copel.
Resultado final : 3.257 votos a favor, 868 contra, 3 brancos, 3 nulos, 78 abstenções, totalizando 4.209. A proposta foi aprovada, devendo as entidades sindicais assinar o acordo ainda hoje. A diretoria.

18/10/2013 - COMUNICADO SINDENEL - COPEL - ACT 2013/2014

Taxa assistencial referente ao ACT 2013/2014 da COPEL

Informamos que, conforme deliberado nas diversas assembleias realizadas na base do SINDENEL, foi aprovada pelos trabalhadores a taxa assistencial no valor de 2% ( dois porcento ) do salário base, a ser descontada no mês de novembro. Os empregados não sindicalizados tem o direito de oposição ao desconto, através de carta preenchida de próprio punho, assinada e protocolada pessoalmente na sede do sindicato, do dia 21/10/2013 até o dia 30/10/2013, em horário comercial ( 08:00h as 12:00h e das 13:30h às 17:30h ). Os empregados filiados ao SINDENEL estão isentos do pagamento da taxa assistencial. Lembramos da importância de fortalecermos o SINDICATO na busca da manutenção e avanços nas causas de interesse dos trabalhadores.
 
Diretoria do SINDENEL

16/10/2013 - Resposta da Copel - Pauta Unificada 2013/2014

TRABALHADORES DA COPEL

Segue documento enviado no final da tarde de hoje, 16/10, onde consta a posição da empresa para todos os itens da pauta do ACT 2013/2014. Assim que recebermos a minuta do acordo, estaremos encaminhando para todos.

A diretoria

Resposta da Copel - Pauta Unificada 2013/2014

 

14/10/2013 - COMUNICADO SINDENEL

COMUNICADO
ELEIÇÕES NO SINDENEL

A Comissão Eleitoral, devidamente constituída pela Diretoria Executiva do Sindicato dos Empregados em Concessionárias dos Serviços de Geração, Transmissão, Distribuição e Comercialização de Energia Elétrica de Fontes Hídricas, Térmicas ou Alternativas de Curitiba – SINDENEL, localizada na sede da entidade, situada na Rua Professor Ulisses Vieira, 1515, Santa Quitéria, Curitiba, Paraná, no uso de suas atribuições legais e estatutárias, declara aberto o processo eleitoral do Corpo Diretivo e Conselhos da referida entidade para o qüinqüênio 2014/2018, conforme cronograma que se segue: prazo para registro das chapas: 15 a 18 de out.13; impugnação: 21 e 22 out.13; saneamento de chapa: 23 e 24 out.13; ratificação das chapas: 25 out.13; divulgação e campanha: 28 out. a 1 nov.13; dia da eleição: 5 nov.13. Informa que se encontra à disposição dos interessados, na sede da própria entidade, cópia do Regimento Eleitoral com os procedimentos pertinentes ao pleito. Comunica-se, ainda, que o Edital de Convocação das eleições já se encontra afixado na sede do sindicato e nos principais postos de trabalho da referida categoria.

Moacir Correa Barbosa Filho
Presidente da Comissão Eleitoral
 

09/10/2013 - COMUNICADO SINDENEL - COPEL - ACT 2013/2014

     ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA  

EMPREGADOS DA COPEL   

ACT 2013/2014  

O Diretor Presidente do SINDENEL, no uso de suas atribuições estatutárias, convoca todos os empregados da Companhia Paranaense de Energia - COPEL, de sua base territorial, filiados ou não ao sindicato, para se reunirem em Assembléia Geral Extraordinária nos dias, locais e horários, conforme segue:

11/10

Agência Sítio Cercado

08:00h às 09:00h

11/10

Agência Sta Felicidade

17:00h às 18:00h

14/10

Agência Centro

08:00h às 09:00h

14/10

Comendador Araújo

12:00h às 13:30h

14/10

Santa Quitéria

17:00h às 18:30h

15/10

Agência Bacacheri

08:00h às 09:00h

15/10

Mariano Torres

12:00h às 13:30h

15/10

Atuba

17:00h às 18:30h

16/10

Agência Portão

08:00h às 09:00h

16/10

Padre Agostinho

12:00h às 13:30h

17/10

Agência Vila Hauer

08:00h às 09:00h

17/10

Sede do SINDENEL

08:30 às 17:30h

17/10

Km3

17:00h às 19:00h

 

A fim de deliberarem sobre a seguinte ORDEM DO DIA:

 

1.        Apresentação e deliberação da proposta da COPEL visando a renovação do Acordo Coletivo de Trabalho – ACT  para o período 2013/2014;

2.         Taxa assistencial para custeio da campanha salarial;

3.         Assuntos diversos.

Curitiba, 09 de outubro de 2013.

 
Alexandre D. Martins

Diretor Presidente

SINDENEL

 

08/10/2013 - COMUNICADO SINDENEL - COPEL - ACT 2013/2014

Sindicatos saem da mesa de negociações com proposta que já inclui aumento real; veja

Em uma longa rodada de negociações com a Copel, os sindicatos conseguiram nesta terça-feira (8) melhorar as condições econômicas para o ACT 2013/14.

Ao contrário de anos anteriores, a empresa veio à mesa de negociações (inclusive com a presença do diretor de Finanças Luiz Eduardo Sebastiani durante toda a reunião) disposta a ouvir as reivindicações dos trabalhadores, debatê-las e buscar um consenso com os sindicatos.

Assim, já saímos da mesa de negociações com uma proposta econômica de reajuste salarial de 7% (ou seja, reajuste pelo INPC mais cerca de 1% de aumento real, já que o indicador inflacionário deve fechar outubro entre 5,6% e 6%).

Os sindicatos também conseguiram negociar com a Copel uma melhora na proposta de abono salarial. Agora, ela é de uma remuneração mais R$ 3.300 fixos, com incidência de Imposto de Renda.

Veja as demais cláusulas da proposta econômica:

. Auxílio-alimentação: reajuste de 10,5%, para R$ 760

. Auxílio-educação: aumento do teto para 70% da mensalidade, e reajuste para R$ 615

. Auxílio-lanche de R$ 80 para todos os funcionários, inclusive os de jornada de 4 horas

. Auxílio-deficiência: reajuste para R$ 470

. Auxílio-creche: aumento para R$ 355

Essa proposta, agora, será levada para assembleia conjunta dos 13 sindicatos. A palavra final será sua, trabalhador. Os 13 sindicatos que se mantiveram unidos até o fim da greve de 2012 se reúnem para definir o calendário de assembleias nesta terça à tarde.

08/10/2013 - COMUNICADO SINDENEL - COPEL - ACT 2013/2014

Trabalhadores da COPEL

Hoje, 08/10/13, estamos reunidos com os representantes da COPEL e com o Diretor Luiz Eduardo Sebastiani, para a continuação das negociações referente ao Acordo Coletivo de Trabalho 2013/14. Esperamos que haja avanços significativos na proposta da COPEL, para que possamos encaminhar para a decisão dos trabalhadores nas Assembléias em todo estado do Paraná. Vamos continuar atentos e mobilizados na campanha salarial. Aguardem as informações sobre o resultado da reunião negocial.

A Diretoria

03/10/2013 - COMUNICADO SINDENEL - COPEL - ACT 2013/2014

Cobrado pelos sindicatos, Sebastiani diz que trará nova proposta na próxima terça

O diretor de Finanças e Relações com Investidores e Participações da Copel, Luiz Eduardo Sebastiani, compareceu à mesa de negociações com os sindicatos nesta quinta-feira (3) à tarde, em Curitiba.

Antes de chegada de Sebastiani, os sindicatos conseguiram fazer com que a Copel melhorasse a proposta ruim apresentada na quarta (2). Ainda assim, consideramos que o avanço ficou muito aquém do que esperam os copelianos.

Questionado a respeito pelos sindicalistas, o diretor informou que irá levar as reivindicações à diretoria da empresa. Ele garantiu que haverá esforços para que uma nova proposta seja elaborada.

Diante disso, os sindicatos dão um voto de confiança à Copel e concordam em retomar as negociações a partir de uma nova proposta na próxima terça-feira (8), como propôs Sebastiani.

02/10/2013 - COMUNICADO SINDENEL - COPEL - ACT 2013/2014

ACT 2013/14: sindicatos rejeitam proposta econômica e confiam em avanços

A proposta inicial oferecida pelos representantes da Copel na negociação do ACT 2013/14 está muito aquém das reivindicações feitas pelos copelianos e entregues à empresa pelos 13 sindicatos que representam os trabalhadores que permaneceram unidos até o fim da greve de 2012.

A Copel ofereceu reajuste salarial pelo INPC (estimado em menos de 6%), sem aumento real, se recusou a negociar a reposição de 16,21% para compensar perdas históricas e se negou a discutir a volta do ATS (Adicional por Tempo de Serviço). Para auxílio-alimentação, auxílio-creche e auxílio-educação, ofereceu de antemão reajuste pelo INPC. Como abono indenizatório, meia remuneração a cada empregado.

Essa proposta foi totalmente rejeitada, na mesa de negociações, pelos sindicatos. Como um dos representantes da Copel afirmou, “a negociação não está encerrada”. Assim, os sindicatos retomam a negociação com a empresa, nesta quinta (3), com a confiança de que é plenamente possível que haja avanços na tímida oferta feita agora à tarde.

02/10/2013 - COMUNICADO SINDENEL - COPEL - ACT 2013/2014

No primeiro dia das discussões do ACT 2013/14, Copel diz que irá negociar PLR

O primeiro dia de negociações do Acordo Coletivo de Trabalho 2013/14 foi dedicado integralmente – a pedido da Copel – à leitura da seção administrativa da pauta de reivindicações elaborada pelos 13 sindicatos que representam os trabalhadores que se mantiveram unidos até o fim da greve de 2012.

A notícia mais importante do dia, assim, é o fato de representantes da Copel terem afirmado aos sindicatos que o diretor financeiro Luiz Eduardo Sebastiani irá “encaminhar a negociação da PLR (Participação nos Lucros e Resultados)” de 2014. “Mais que um compromisso, [a negociação com os sindicatos] é algo que já demorou”, disse um dos representantes da empresa.

Por outro lado, a Copel não se mostrou inclinada a aceitar que se inclua no novo ACT uma cláusula em que a empresa se obriga a negociar a PLR com os sindicatos.

Além da PLR, os representantes da Copel disseram que trarão respostas até o fim das negociações às reivindicações das cláusulas 33 (assistência jurídico aos empregados), 36 (acompanhamento médico de dependentes) 37, parágrafo 1 (compensação de dias úteis entre finais de semana e feriados ou em datas especiais conforme calendário anual prévio, com acréscimo de jornada diluída em outros dias) e 39 (liberação de dirigentes sindicais para atendimento e defesa dos interesses dos trabalhadores).

Com o pedido dos representantes da empresa para que se avaliem propostas administrativas formuladas pela direção, na manhã desta quarta (2), a negociação da parte mais importante do ACT (a seção econômica) deverá começar após o almoço.

01/10/2013 - COMUNICADO SINDENEL - COPEL - ACT 2013/2014

Hoje, 01/10/13, já estamos reunidos com os prepostos da COPEL iniciando as negociações do ACT 2013/2014. Na abertura da reunião, esteve presente o diretor de finanças, relações com investidores e de controle de participações, Sr. Luiz Eduardo da Veiga Sebastiani. Ao longo desta semana, estaremos discutindo a pauta esperando alcançar uma proposta que atenda minimamente os interesses dos trabalhadores Copelianos. Fiquem atentos e mobilizados que estaremos divulgando o resultado da reunião negocial.


A Diretoria

27/09/2013 - COMUNICADO SINDENEL - COPEL - ACT 2013/2014

Negociações do ACT 2013/14 começam na próxima terça (1.º)

As negociações para o Acordo Coletivo de Trabalho 2013/14 começam na próxima terça-feira (1.º), em Curitiba. Nesta primeira rodada, as negociações se estendem até a quinta (3). Nos três dias, as reuniões se estendem das 9h às 17h. Como em 2011 e 2012, você pode acompanhar o desenrolar das negociações no blog, no Facebook e na home page.

Os 13 sindicatos que representam os trabalhadores que se mantiveram firmes e unidos durante a greve de 2012 esperam que o atraso de 15 dias em relação à data inicialmente proposta à Copel signifique que a empresa preparou uma proposta que atenda às reivindicações dos trabalhadores.

Se, ao contrário, a empresa trouxer à mesa de negociações intransigência e insensibilidade, os trabalhadores já sabem como responder: com união e mobilização. A campanha salarial de 2012 já demonstrou isso. Força, nós já mostramos que temos. E estamos prepararmos para usá-la novamente, se precisarmos.

21/09/2013 - JORNAL DO TRABALHADOR DA COPEL

J O R N A L    D O


T R A B A L H A D O R    D A    C O P E L

Clique aqui

 

13/09/2013 - COMUNICADO SINDENEL

Lamentamos a perda do Trabalhador Eletricitário da COPEL, LAURO MADALENA LEFFEL, que faleceu ontem, 12/09/13, vítima de acidente durante a execução de atividades com a rede energizada.
LAURO era eletricista e trabalhava na COPEL à 25 anos. Com seu trabalho e dedicação, trouxe conforto e iluminou a casa de muitas famílias. Em todos esses anos de serviço foi um exemplo, conquistou muitas amizades e certamente deixará saudades.
Que Deus conforte o coração de seus familiares e amigos neste momento de dor.

A DIRETORIA

29/08/2013 - COMUNICADO SINDENEL - COPEL - AÇÃO DO DIVISOR 200

COPELIANOS DA ATIVA E APOSENTADOS:

Hoje e amanhã ( 29 e 30/08 ) estaremos atendendo das 08:00h às 18:30h, inclusive no horário de almoço.

Se você realizou horas extras no período e trabalha(ou) em horário administrativo ( 8 horas diárias ), traga a documentação no sindicato. O prazo termina esta semana ( 30/08 ).

AÇÃO DO DIVISOR 200

Considerando a Ação do Divisor 200 já quitada, do período de outubro de 2001 a setembro de 2004, convocamos os trabalhadores da COPEL que realizaram horas extras após 2004, para que compareçam na sede do sindicato, cujo endereço segue abaixo, em horário comercial até o dia 30/08/2013, a fim de assinar a documentação necessária para a propositura de nova ação judicial com vistas a buscar as diferenças do divisor 200 referentes ao período posterior a setembro de 2004.
Informações adicionais podem ser obtidas por meio dos seguintes telefones: (41)3019.5161/3014.9421, ou ainda pelo e-mail: sindenel@terra.com.br

Documentos necessários:

- Cópia do RG e CPF;

- Comprovante de endereço atualizado;

- Cópia da Carteira de Trabalho ( foto, contrato de trabalho e PIS/PASEP );

OBS.: Não serão aceitos documentos assinados após a data acima estipulada.

Rua: Professor Ulisses Vieira, 1515, Santa Quitéria.
 

Curitiba, 19 de julho de 2013.

A DIRETORIA

23/08/2013 - Acesse a pauta unificada: ACT 2013/2014 da COPEL

ACT 2013 / 2014 da Copel

Acesse a Pauta Unificada

 

23/08/2013 - COMUNICADO SINDENEL - COPEL

CAMPANHA SALARIAL UNIFICADA 2013/2014 - COPEL

Nos dias 21 e 22/08 o SINDENEL esteve reunido com os demais sindicatos que fazem parte da Campanha Salarial Unificada 2013/14 da COPEL, discutindo e unificando a pauta dos trabalhadores que foi amplamente discutida e aprovada durante a Assembléia realizada no dia 07/08 na sede do SINDENEL.
Está agendada para hoje, às 10:00h, no KM3, a entrega oficial da pauta para a COPEL. Aproveitaremos para formalizar alguns pedidos, como a data de início da negociação do ACT e a liberação de empregados para participar desta negociação. Também entregaremos documentação sobre a PLR 2013 solicitando de imediato o início das negociações.
Fiquem atentos que ainda hoje estaremos divulgando a pauta unificada para todos os trabalhadores em nosso site.
Mobilizados e unidos é a única forma de conquista.

A Diretoria

08/08/2013 - Comunicado SINDENEL - COPEL

Informamos aos trabalhadores da Copel que executam suas atividades em regime de escala de revezamento de 8 horas, que, a pedido das entidades sindicais, a Copel postergou a implantação do turno de 6 horas para o final de novembro, possibilitando desta forma, a discussão e negociação sobre o tema. Continuem atentos e mobilizados pois o Sindenel será intransigente na defesa do interesse dos trabalhadores.

 

A Diretoria

08/08/2013 - COMUNICADO SINDENEL - COPEL

CAMPANHA SALARIAL 2013/2014 - COPEL

 

Em Assembléia Geral Extraordinária realizada ontem, 07/08, na sede do SINDENEL, os trabalhadores presentes debateram e aprovaram os ítens para montagem da pauta visando a renovação do Acordo Coletivo de Trabalho e também aprovaram os encaminhamentos para a campanha unificada do Acordo Coletivo de Trabalho - ACT 2013/2014. Os ítens aprovados da pauta serão unificados com as demais entidades sindicais que fazem parte da campanha unificada e que ainda realizam suas Assembléias durante este mês. A reunião para unificação da pauta com os demais sindicatos está marcada para os dias 21 e 22/08 em Curitiba. Também já foi formalizado para a COPEL um pedido de reunião para o dia 23/08, afim de protocolar a pauta unificada e determinar um calendário para as negociações. A pauta estará disponível para todos após a unificação. Trabalhador Copeliano, acompanhe atentamente as notícias no site, no blog e no facebook do SINDENEL. É hora de ficarmos mobilizados na Campanha Salarial 2013/2014.

A DIRETORIA

07/08/2013 - COMUNICADO SINDENEL - COPEL

TRABALHADORES EM ESCALA DE REVEZAMENTO

 

Convocamos todos os trabalhadores que executam atividades em escala de revezamento, para reunião sobre mudanças na escala ( turno de 6/8 horas ), a ser realizada como segue:

Local : Na sede do SINDENEL, Rua: Ulisses Vieira, 1515, bairro Santa Quitéria;

Hora : 16:00h;

Dia: 08/08/2013 ( quinta-feira ).

A participação de todos é importante para definição dos encaminhamentos futuros sobre o assunto.

Atte.

A Diretoria

SINDENEL

07/08/2013 - COMUNICADO SINDENEL - COPEL - ACT 2013/2014

LEMBRETE - EMPREGADOS DA COPEL

Hoje, 07/08, às 18:30h, na sede do SINDENEL, haverá assembléia deliberativa, para discutir e definir os encaminhamentos do sindicato para a campanha salarial 2013/2014. Todas as cláusulas serão discutidas e aprovadas pelos trabalhadores presentes na reunião. É um momento importante para debater, entender e aprovar a forma de condução da campanha. Trabalhador : NÃO SE OMITA, PARTICIPE e DECIDA. A campanha salarial só terá sucesso com a mobilização e participação de todos.

A DIRETORIA
 

06/08/2013 - COMUNICADO SINDENEL

ESCALA DE REVEZAMENTO - COPEL

Em reunião realizada ontem, 05/08, entre os sindicatos que representam os trabalhadores que realizam escala de revezamento de 8 horas e a COPEL, a empresa apresentou suas razões para alteração nas escalas para 6 horas. Os sindicatos se posicionaram contrários à alteração e solicitaram que não haja mudanças sem uma discussão mais aprofundada, visto que estas alterações afetarão postos de trabalho e colocarão em risco a operação do sistema elétrico. A empresa informou que estaria implementando as escalas de 6 horas a partir de 01/09. Diante disto, os sindicatos solicitaram a prorrogação desta implementação, permitindo uma discussão mais aprofundada e a construção de uma proposta que atenda as necessidades dos trabalhadores e da COPEL. Até amanhã, 07/08, a COPEL se manifestará sobre a prorrogação. Os trabalhadores deverão ficar atentos e mobilizados. Já temos reunião marcada na sede do SINDENEL, no dia 08/08, às 16:00h para definição de outros encaminhamentos.

A DIRETORIA

05/08/2013 - COMUNICADO SINDENEL - COPEL

ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA

EMPREGADOS DA COPEL

O Diretor Presidente do SINDENEL, no uso de suas atribuições estatutárias, convoca todos os empregados da Companhia Paranaense de Energia - COPEL, de sua base territorial, filiados ou não ao sindicato, para se reunirem em Assembléia Geral Extraordinária no dia 07/08/2013 (quarta-feira), na Sede do SINDENEL, sito à rua : Prof. Ulisses Vieira 1515, Santa Quitéria, sendo às 18:00 horas, em primeira chamada, com o número regulamentar de presentes, ou às 18:30 horas, em segunda chamada, com qualquer número de presentes, a fim de deliberar sobre a seguinte ORDEM DO DIA:

Item 01 – Discussão e deliberação da Pauta de Reivindicação para a formalização do Acordo Coletivo de Trabalho – ACT–2013/2014;

Item 02 – Aprovação da Unificação da Pauta de Reivindicação da categoria representada pelo SINDENEL com as pautas aprovadas pelas seguintes Entidades Sindicais: SINDEL; SINDENEL; SINEFI; SINDELPAR; SIEMCEL; SINTEC-PR; STIECP; SENGE-PR; SINTESPAR; SINEL; SINDESPAR; SINDASP e STEEM que, igualmente, representam os trabalhadores da Copel em suas respectivas categorias e/ou bases territoriais, que será entregue à Empresa;
 
Item 03 – Realização das próximas Assembléias Gerais Extraordinárias, relativas à Campanha Salarial do Acordo Coletivo de Trabalho - ACT – 2013/2014, em conjunto com as demais Entidades Sindicais que compõem a Campanha Salarial Unificada do ACT–2013/2014, declinadas no item 02 deste edital.
 
Item 04 – Aprovação do regime de votação de forma secreta, com a utilização de cédula de votação, que deverão ser depositadas em urnas lacradas, contendo a respectiva numeração do lacre, as quais deverão ser abertas juntamente com as demais urnas das demais entidades sindicais relacionadas no item 2 supra, na cidade de Curitiba-PR, após o encerramento de todas as respectivas Assembléias Gerais Extraordinárias – AGE´s dos Sindicatos que compõem a Campanha Salarial Unificada do ACT–2013/2014.

Item 05 – Aprovação para a utilização de urnas itinerantes de coleta de votos nos locais de difícil deslocamento dos trabalhadores.

Item 06 – Aprovação para o escrutínio dos votos coletados durante as Assembleias Gerais Extraordinárias em conjunto com todos os demais votos das Entidades Sindicais que compõem a Campanha Salarial Unificada do ACT-2013/2014, conforme relacionado no item 02 deste edital.

Item 07 – Deliberação para que o SINDENEL celebre o Acordo Coletivo de Trabalho – ACT – 2013/2014, único, com abrangência de todos os Sindicatos que compõem a Campanha Salarial Unificada do ACT–2013/2014, conforme descrito no item 02 deste edital.

Item 08 – Autorização para que o SINDENEL negocie diretamente com a Companhia Paranaense de Energia – Copel ou solicite intermediação junto ao Ministério Público do Trabalho, bem como suscite Dissídio Coletivo de Trabalho junto ao Tribunal Regional do Trabalho da 9ª região;

Item 09 – Fixação de Contribuição Confederativa para todos os empregados conforme Artigo 8º, Inciso IV da Constituição Federal, em favor do SINDENEL.



Curitiba, 05 de agosto de 2013.

Alexandre Donizete Martins
Diretor Presidente
SINDENEL

 

29/07/2013 - COMUNICADO SINDENEL

ESCALA DE REVEZAMENTO - COPEL

Convocamos todos os trabalhadores que executam atividades em escala de revezamento, para reunião sobre mudanças na escala ( turno de 6/8 horas ), a ser realizada como segue:

Local : Na sede do SINDENEL, Rua: Ulisses Vieira, 1515, bairro Santa Quitéria;

Hora : 16:00h;

Dia: 31/07/2013 ( quarta-feira ).

Tendo em vista reunião agendada com a COPEL para o dia 05/08 sobre o assunto relacionado, a participação efetiva é importante pra definição dos encaminhamentos do sindicato sobre a questão. As decisões e encaminhamentos serão tomadas pelos trabalhadores presentes na reunião.

Atte.

A Diretoria

SINDENEL

19/07/2013 - COMUNICADO SINDENEL - COPEL

AÇÃO DO DIVISOR 200

 

Considerando a Ação do Divisor 200 já quitada, do período de outubro de 2001 a setembro de 2004, convocamos os trabalhadores da COPEL que realizaram horas extras após 2004, para que compareçam na sede do sindicato, cujo endereço segue abaixo, em horário comercial até o dia 30/08/2013, a fim de assinar a documentação necessária para a propositura de nova ação judicial com vistas a buscar as diferenças do divisor 200 referentes ao período posterior a setembro de 2004.
Informações adicionais podem ser obtidas por meio dos seguintes telefones: (41)3019.5161/3014.9421, ou ainda pelo e-mail: sindenel@terra.com.br

Documentos necessários:

- Cópia do RG e CPF;

- Comprovante de endereço atualizado;

- Cópia da Carteira de Trabalho ( foto, contrato de trabalho e PIS/PASEP );

OBS.: Não serão aceitos documentos assinados após a data acima estipulada.

Rua: Professor Ulisses Vieira, 1515, Santa Quitéria.

 

Curitiba, 19 de julho de 2013.

A DIRETORIA

18/07/2013 - Eletricitários em greve


A política de precarização  promovida pelo governo federal poderá levar o sistema de distribuição de energia ao colapso, denuncia o presidente do SINDENEL, Alexandre Donizete 

Trabalhadores das unidades da Eletrobras de Curitiba, Guarapuava e Laranjeiras do Sul, no Paraná estão em greve por tempo indeterminado. Terminou sem acordo a reunião dos sindicatos de trabalhadores e o ministro das Minas e Energia, Edison Lobão, ontem (17/07) em Brasília. O ministro não apresentou nenhuma contraproposta de reajuste salarial, como havia anunciado anteriormente, o que desagradou as lideranças sindicais.

O presidente do SINDENEL – Sindicato dos Eletricitários do Paraná, filiado à UGT, Alexandre Donizete Martins esteve na reunião e ficou decepcionado com a indefinição do ministro na questão dos índices do reajuste e nas cláusulas sociais apresentadas pelos sindicatos laborais. “Estamos há meses discutindo a pauta de reivindicações, pedindo 3% de ganho real nos salários, mais a reposição da inflação dos últimos 12 meses e abono correspondente a três talões de tíquete e pouca coisa avançou nos últimos encontros com a companhia e o ministro. Outra questão importante é que a Eletrobras quer tirar direitos trabalhistas dos funcionários contratados a partir de 30 de abril desse ano. Dentre esses direitos a Eletrobras quer reduzir a participação da empresa na cobertura do plano de saúde dos trabalhadores para 50%, e o congelamento do adicional por tempo de serviço”, destacou Donizete.

Os dirigentes sindicais alertam o ministro sobre os impactos que a greve pode causar ao Brasil, na hipótese de uma pane no sistema elétrico. “Evidente que os trabalhadores são responsáveis em suas ações e não faltará energia, mas todo sistema de transmissão está sujeito às intempéries, e sem quadro funcional adequado, o restabelecimento da normalidade de transmissão deverá ser mais demorado”, alertou Alexandre.

Para os sindicalistas, mesmo sem avançar nas negociações, não haverá risco de desabastecimento de energia. “Descartamos essa possibilidade a curto prazo, mas com a política de precarização promovida pelo Ministério das Minas e Energia e das companhias de energia, sem a renovação de quadro funcional e ações de qualificação profissional, o Brasil poderá sim sofrer uma grave crise de abastecimento de energia”, adiantou o presidente do SINDENEL.

Pelo balanço do coletivo sindical, no sistema Eletrobras são mais de 1700 funcionários de braços cruzados por tempo indeterminado, ou até que haja uma proposta decente de reajuste. Dia 23 de julho trabalhadores de outras unidades de transmissão deverão entrar em greve em todo Brasil.

 

Por: Mario de Gomes
Em 18/07/2013
Fotos:arquivo UGT/PARANÁ

 

Secretário de Comunicação
João Riedlinger

 

10/07/2013 - COMUNICADO SINDENEL

 

COMUNICADO SINDENEL - PLR 2012 COPEL

Em audiência no TRT finalizada neste momento, alcançamos a decisão emanada pelo excelentíssimo juiz Kaminski, de pagamento dos valores já provisionados pela Copel até o dia 17/07, com a concordância do MPT, sindicatos e Copel.
A ação no TRT sobre o montante da PLR e negociação plena seguirá seu curso sem prejuízos.


A Diretoria

10/07/2013 - COMUNICADO SINDENEL

COMUNICADO SINDENEL - PLR 2012 - COPEL

Hoje, 10/07/2013, às 17:00h, haverá audiência no Tribunal Regional do Trabalho, em Curitiba, onde participarão os sindicatos que representam os trabalhadores da COPEL, o Ministério Publico do Trabalho representado pela Procuradora Margareth Menezes e a direção da COPEL. Após a reunião, estaremos divulgando as decisões tomadas em juízo.

A DIRETORIA

09/07/2013 - PESQUISA - Montagem de pauta do Acordo Coletivo de Trabalho - ACT 2013/2014.

Prezados Trabalhadores da COPEL :

Iniciamos o processo para montagem de pauta do Acordo Coletivo de Trabalho - ACT 2013/2014.

Favor preencher a pesquisa e encaminhar ao SINDENEL através do email ; sindenel@terra.com.br.

Fazer download da pesquisa: Pesquisa2013.doc

A aprovação da pauta será realizada em
Assembléia no dia 07/08/2013.

Participe ativamente das discussões e
deliberações sobre o ACT.

A DIRETORIA

Sindicato dos Eletricitários de Curitiba - SINDENEL

 

01/07/2013 - COMUNICADO SINDENEL

NOVA CONQUISTA DOS TRABALHADORES DA COPEL – PAGAMENTO DA AÇÃO DO INTERVALO DE DESCANSO DE 11 HORAS ENTRE JORNADAS DE TRABALHO
 

O SINDENEL obteve mais uma vitória em favor dos trabalhadores Copelianos. Depois do pagamento da Ação do Divisor 200, que ocorreu em janeiro de 2012, desta vez, a vitória no judiciário foi referente à folga de 11 horas entre jornadas de trabalho.
Os valores refrentes a ação foram pagas aos Copelianos na sexta-feira, 28/06/2013. Para chegar a este resultado, a Diretoria do SINDENEL buscou solução no judiciário e através de um acordo com a COPEL, obteve agilidade no processo de pagamento favorecendo seus representados.
Os empregados que não constam na ação e rotineiramente realizaram horas extras no período de janeiro de 2007 até o presente momento e cujo intervalo de descanso não foi observado podem entrar em contato com o sindicato trazendo cópia dos cartões ponto do período acima destacado para análise e encaminhamentos necessários.

A DIRETORIA
 

30/06/2013 - Ofício encaminhado ao Ministério do Trabalho sobre a Periculosidade

Ofício encaminhado ao
Ministério do Trabalho sobre a Periculosidade
Boletim Fenatema
MINISTERIO DO TRABALHO PERICULOSIDADE

 

28/06/2013 - COMUNICADO SINDENEL - PLR COPEL

Em reunião, Copel apresenta diretores e indica interlocutor de possível negociação

Os sindicatos que não assinaram o “acordo” proposto pela Copel para a PLR se reuniram nesta quinta-feira (27), em Curitiba, com representantes da empresa.

O encontro serviu, basicamente, para que fossem apresentados aos sindicatos os novos diretores de Finanças, Relações com Investidores e de Controle de Participações, Luiz Eduardo da Veiga Sebastiani, e de Distribuição, Vlademir Santo Daleffe.

Sebastiani foi indicado, pela empresa, para atuar como interlocutor junto aos representantes dos copelianos. Uma nova reunião será marcada, provavelmente na semana que vem, para um possível início de negociações sobre o pagamento da PLR.

A ação civil pública movida pelo Ministério Público do Trabalho contra a Copel sobre o pagamento da PLR continua a tramitar na Justiça. A Copel tem prazo até o próximo dia 3 para manifestar-se a repeito.

21/06/2013 - ACT 2013/14 ELETROSUL - BOLETIM DA FENATEMA

ACT 2013/14 ELETROSUL - BOLETIM DA FENATEMA
Boletim sobre a reunião do dia 21/06.

ACT 2013/2014 ELETROSUL
 BOLETIM DA FENATEMA

 

17/06/2013 - GREVE NA ELETROSUL

Trabalhadores da Eletrosul paralisão suas atividades

Hoje, 17/06, os empregados da Eletrosul representados pelo SINDENEL, em Curitiba e região oeste do Paraná, cruzaram os braços em protesto a forma desrespeitosa que a direção do grupo Eletrobrás tem tratado seus trabalhadores. O Governo federal e as empresas do setor elétrico nacional vem adotando políticas altamente prejudiciais aos trabalhadores e que trará consequências desastrosas para a população e para o país. A falta de mão de obra qualificada e a política de desvalorização dos trabalhadores devem ser combatidas de forma veemente e a participação do Trabalhador é fundamental nesta luta. Agora, resta o resultado da negociação que ocorrerá dia 21/06 em Brasília, e se não houver avanços significativos, não restará outra alternativa: GREVE por tempo indeterminado. Sempre juntos na luta!!!!!!!!!

11/06/2013 - COMUNICADO SINDENEL - PLR COPEL

Desembargador quer ouvir Copel antes de se decidir sobre pagamento de PLR

Por entender que se faz “necessária a instauração do contraditório”, o desembargador Ricardo Tadeu Marques da Fonseca quer ouvir a Copel sobre a PLR antes de tomar uma decisão sobre o caso.

Assim, ele negou, “por ora”, o mandado de segurança em que o Ministério Público do Trabalho (MPT) pedia o pagamento imediato da PLR conforme o último acordo coletivo de trabalho que aceitou realizar para tratar do assunto – ou seja, o de 2010.

“Entendo que não restou evidenciada, de plano, a existência de direito líquido e certo do impetrante, pela ausência de prova pré-constituída e robusta nesse sentido, fazendo-se necessária, portanto, a instauração do contraditório”, escreveu.

“[Por isso] Indefiro, por ora, a liminar requerida, por não vislumbrar o abuso de autoridade ou ilegalidade. Intime-se o impetrante e notifique-se a autoridade apontada como coatora, para que, em dez dias, preste as informações que entender necessárias”, determinou o desembargador.

O que isso quer dizer? Que a Justiça considera que é preciso ouvir a Copel a respeito da questão antes de tomar qualquer decisão. Era algo esperado. E, finalmente, será preciso que a empresa se manifeste, perante a Justiça, e explique porque desrespeitou a lei ao impor um “acordo” sobre a PLR.

É bom lembrar, a esse respeito, que a juíza Luciene Cristina Bascheira Sakuma já afirmou que “o pagamento da PLR 2012/2013 nos moldes estipulados pelas reclamadas (a Copel e suas subsidiárias) não pode ser procedido no momento sem a participação das entidades sindicais representantes dos empregados, devendo ser respeitadas as disposições do art. 114, §§ 1º e 2º, da Constituição Federal de 1988 e do art. 2º, I e II, da Lei n. 10.101/2000 no particular.”

Como tanto ela quanto o desembargador deram prazo curto para que a Copel e o MPT se manifestem, deve haver novidades nos próximos dias.

06/06/2013 - COMUNICADO SINDENEL - PLR COPEL

PLR na COPEL: juíza nega liminar, mas vê irregularidade na proposta da Copel; MPT irá recorrer

A juíza do Trabalho substituta Luciene Cristina Bascheira Sakuma negou, nesta quarta-feira (5), antecipação de tutela na ação civil pública movida contra a Copel pelo Ministério Público do Trabalho (MPT) por conta da PLR. Em outras palavras, ela não determinou a Copel faça o pagamento imediato da PLR conforme o último acordo coletivo de trabalho que aceitou realizar para tratar do assunto – ou seja, o de 2010.

E agora? Agora o MPT ingressará, ainda nesta quarta, com mandado de segurança, que é o recurso cabível nesse caso. Em outras palavras, o pedido de antecipação de tutela será analisado novamente, desta vez por um desembargador do Tribunal Regional do Trabalho (TRT).

E por que a juíza negou a antecipação de tutela? Porque ela considera que é preciso haver “dilação probatória”, ou seja – que a empresa precisa ser ouvida a respeito da ação. Luciene concedeu 15 dias de prazo, a partir da notificação, para que a Copel se manifeste.

Depois disso, a juíza deverá se manifestar a respeito do pedido do MPT, como ela mesma deixa claro ao final de sua sentença: “ Intime-se o requerente e notifiquem-se as rés (Copel e subsidiárias), concedendo a estas prazo de 15 dias para resposta. Após, voltem os autos conclusos para deliberações.”

É importante ressaltar que a juíza reconhece que “o pagamento da PLR 2012/2013 nos moldes estipulados pelas reclamadas (a Copel e suas subsidiárias) (…) não pode ser procedido no momento sem a participação das entidades sindicais representantes dos empregados, devendo ser respeitadas as disposições do art. 114, §§ 1º e 2º, da Constituição Federal de 1988 e do art. 2º, I e II, da Lei n. 10.101/2000 no particular.”

Como em toda ação judicial, é preciso haver paciência. Mas estamos certos de que a razão está ao nosso lado.

28/05/2013 - COMUNICADO SINDENEL - PLR COPEL

Saiba como acompanhar o andamento da ação civil pública na PLR na internet

Você já pode acompanhar a tramitação da ação civil pública em que o Ministério Público do Trabalho (MPT) pede que a Copel pague as PLRs de 2011/12 e 2012/13 conforme o último acordo coletivo em que negociou o tema.

A ação recebeu o número único 16898-2013-029-09-00-3. Com ele, você pode acompanhar cada passo da ação. Para isso, acesse o site do Tribunal Regional do Trabalho da 9.ª Região, em www.trt9.jus.br.

No canto superior direito da página, você verá um item chamado “Numeração única”, seguido de alguns espaços em branco. Preencha-os com os números da ação e clique em “Ir”.

Entenda os termos

Uma ação civil pública é um instrumento processual, previsto na Constituição de 1988 e na legislação, de que podem se valer o Ministério Público e outras entidades para a defesa de interesses difusos, coletivos e individuais homogêneos. Ela não pode, porém, ser utilizada para a defesa de direitos e interesses puramente privados.

Segundo a lei 7.347/1985, a ação civil pública busca reprimir ou prevenir danos ao meio ambiente, consumidor, patrimônio público, bens e direitos de valor artístico, estético, histórico e turístico, por infração da ordem econômica e da economia popular ou à ordem urbanística.
 

24/05/2013 - MPT pede na Justiça que Copel pague R$ 67 milhões de PLR

MPT pede na Justiça que Copel
pague R$ 67 milhões de PLR

Na ação, o MPT defende que “a base de cálculo do montante a ser distribuído deve corresponder a duas remunerações básicas, até o limite de 25% do total a ser distribuído aos acionistas. Em 2013, a Assembléia Geral Ordinária aprovou distribuição aos acionistas de R$ 268.554.291,29. [Portanto.] Não está correto o valor que pretende a Copel distribuir aos empregados, de apenas R$ 28.446.605,14, pois ele corresponde a apenas 10,6% [do repassado aos acionistas]. Como em 2010 se utilizou o percentual de 25% o valor efetivamente devido e que deve ser distribuído linearmente aos empregados deve corresponder a R$ 67.138.572,83.”

“A distribuição [da PLR] aos empregados deverá se dar no prazo de dez dias a contar da ordem judicial, exceto se ocorrer negociação coletiva válida em sentido diverso e sem coação aos sindicatos”, escreve na ação a procuradora do Trabalho Margaret Matos de Carvalho.

Para justificar tal pedido, o MPT se baseia em súmula (uma decisão superior que serve de espelho para casos semelhantes) do Tribunal Superior do Trabalho, a de número 277, que diz que “as cláusulas normativas dos acordos coletivos ou convenções coletivas integram os contratos individuais de trabalho e somente poderão ser modificadas ou suprimidas mediante negociação coletiva de trabalho”.

Em outras palavras, se o último acordo coletivo entre Copel e trabalhadores sobre a PLR é de 2010, então ele segue valendo e deve ser aplicado para o pagamento da participação nos lucros em todos os anos seguintes.

“Frente (…) à resposta dada pela Copel de que não manterá negociação coletiva com os sindicatos, e especialmente pelo constrangimento que a empresa está causando aos sindicatos, incitando seus empregados a se posicionarem contra estes, situação que se agrava com o passar dos dias e a demora no pagamento da PLR, o Ministério Público do Trabalho propõe a presente ação civil pública”, escreve a procuradora.

A ação tem “pedido liminar de antecipação de tutela (ou seja, de decisão favorável aos trabalhadores sem que seja preciso esperar o julgamento final), para garantir a ultraatividade das condições negociadas para a PLR 2010, o respeito à legislação vigente, a consagração da negociação coletiva como instrumento hábil de pactuação da PLR e, principalmente, para promover a paz social, objetivo maior do Direito do Trabalho e, por decorrência, deste Judiciário Especializado.”

A argumentação

“Após o ano de 2010, [a Copel e suas subsidiárias] se recusaram a manter negociação coletiva com os sindicatos ou mesmo com a Comissão de Empregados de Negociação de Participação nos Lucros ou Resultados (CENPLR), o que motivou a apresentação de denúncia pelos sindicatos que representam os empregados da Copel”, anota Margaret.

os representantes da Copel que ‘em razão da Lei Estadual 16.560/2010 e o Decreto Estadual nº 1978/2007 e do fato de que o montante a ser distribuído é de atribuição exclusiva da Assembléia Geral Ordinária e, portanto, a PLR já se encontraria inteiramente regulamentada, inexistindo margem para negociação coletiva’”, prossegue a ação.

“Ao contrário do que afirmaram as rés, há amplo espaço de negociação coletiva. E, ainda, na data em que foi firmado o último acordo coletivo (28 de dezembro de 2010, cujos valores negociados e aprovados na AGO foram pagos em 2011), já se encontrava em vigor a Lei Estadual 16.560/2010, publicada no Diário Oficial nº 8280 de 09 de agosto de 2010. Portanto, referida lei não impede que os fatores acima exemplificados não possam ser debatidos em negociação coletiva”, crava a procuradora.

“[Mas,], Em audiência realizada em 13 de maio, em seu depoimento, a diretora-presidente em exercício [Yara Eisenbach] reafirmou que a Copel não vai entabular negociação coletiva com os sindicatos que representam os seus empregados para negociar a PLR 2012/2013. Contraditoriamente informou que aos sindicatos a Copel já havia encaminhado o acordo coletivo para que fossem colhidas as assinaturas dos representantes legais, sem o que não haveria o pagamento da PLR. Disse e quis dizer aos sindicatos: ‘É pegar ou largar’ e ‘depois que os sindicatos se acertem com os seus representados’, em retumbante desdém ao princípio constitucional de valorização da negociação coletiva como instrumento de convenção de condições de trabalho”, prossegue.

“Não é mais possível que os empregados sigam prejudicados pela falta de negociação coletiva. E os sindicatos que os representam igualmente não podem permanecer sofrendo tão grave coação e reféns da arbitrariedade da Copel. (…) Considerando o teor da Súmula 277 do TST, se pode concluir que as condições fixadas no acordo coletivo específico sobre a PLR firmado no dia 28 de dezembro de 2010 permanecem em pleno vigor”, argumenta Margaret.

Multa de R$ 10 milhões à Copel por “danos coletivos”

Na ação, o MPT também pede à Justiça que: 

  • . os valores pagos como PLR em 2011/12, “ante a ausência de requisito essencial para sua validade, ou seja, negociação coletiva prévia, devem ser considerados de natureza salarial, integrando os salários dos empregados para todos os fins e efeitos”;
     
  • . declare “a ilegalidade do pagamento de valores a título de ‘prêmio desempenho’ ocorrido no ano de 2012, pois seu objetivo foi reduzir o montante a ser distribuído a título de PLR, em ofensa à Lei Estadual 10.560/2010”;
     
  • . obrigue a Copel a fazer “a redistribuição linear da soma dos valores pagos a título de ‘prêmio desempenho’ em 2012, na forma do que determina a Lei Estadual 10.560/2010”;
     
  • . condene a Copel “para que se abstenha de realizar atos ou práticas que impliquem em conduta antisindical ou práticas desleais, em especial que tenham por objetivo impor às entidades sindicais assinaturas em ‘acordos coletivos’ sem a prévia negociação coletiva, sob pena de multa de R$ 20 mil por ato praticado, por empregado prejudicado e por dia de descumprimento”;
     
  • . condene a Copel pelos “danos danos coletivos causados, a pagar a título de indenização o valor de R$ 10 milhões, reversível ao Fundo Municipal da Infância e Adolescência ou a uma das entidades assistenciais cadastradas pela Comissão de Responsabilidade Social da PRT 9,ª Região”.

 

21/05/2013 - Estivemos no Congresso Nacional e no Ministério do Trabalho em defesa do setor elétrico

Estivemos no Congresso Nacional e no Ministério do Trabalho em defesa do setor elétrico
Reunião dos sindicalistas com o Ministro do Trabalho Manoel Dias

Nos dias 16 e 17 de maio percorremos o Congresso Nacional alertando os parlamentares dos riscos no setor de energia com as medidas tomadas pela Presidenta Dilma através das MP´s 577 e 579, assim como as alterações no pagamento da periculosidade dos trabalhadores eletricitários.

Distribuímos em cada gabinete dos parlamentares um informativo elaborado pela Fenatema detalhando o que ocorrerá no setor energia com a diminuição de postos de trabalho que acarretará forte possibilidade de blecaute em nível nacional pela falta de manutenções preventivas nas linhas de transmissão, nas subestações e nos relés de proteções de subestações e linhas de transmissão, além é claro do número de trabalhadores na operação de subestações serem inferior ao necessário para recomposição do sistema energético unificado nacional.

Apresentamos também esta situação ao Ministro do Trabalho Manoel Dias que nos recebeu e ouviu com toda atenção e deverá se posicionar sobre a grave situação do setor energético nacional.
 
Entramos também com ADI (ação direta de inconstitucionalidade) contra as alterações na periculosidade e MP 577.

Estaremos também buscando reuniões com os governadores estaduais para alertá-los do risco que estamos correndo. Quando começarem os apagões os investidores estrangeiros retirarão os investimentos no Brasil e mudarão de país para buscar energia com confiabilidade para manter produção e lucro.

16/05/2013 - E X T R A =​>>> Boletim FENATEMA <<<===

Setor elétrico nacional - Boletim da FENATEMA

Boletim Fenatema

 

 

 

 

16/05/2013 - COMUNICADO SINDENEL - COMPAGAS

 

 

 

Prezados empregados

 da

 COMPAGAS,

Em assembléia na tarde de hoje (15/05), por ampla maioria, foi aprovada a contraproposta da empresa referente ao PPR do exercício 2012, pagto em 2013 e também a proposta do Acordo Coletivo de Trabalho do biênio 2013/2014.
Ato seguinte fomos convocados pela empresa para as assinaturas dos documentos para que a empresa possa processar os reajustes e pagamentos devidos.


Com relação a taxa negocial de 2% (dois por cento) do salário base estamos abrindo o prazo legal de 10 dias, para oposição ao desconto, cuja carta deverá ser protocolizada pelo interessado no sindicato até às 17 horas do dia 27/05/2013, no seguinte endereço: Rua Prof. Ulisses Vieira 1515, bairro Santa Quitéria (41) 3019 5161.



Conforme destacamos na assembléia estaremos ao longo da vigencia do novo acordo discutindo com a COMPAGAS, em reuniões periódicas, alguns assuntos da pauta de interesse de todos, em especial, novos procedimentos referentes a PPR 2013, pgto em 2014, como a inclusão de indicadores e definição de metas.
Agradecemos a confiança depositada nos dirigentes do SINDENEL e nos colocamos à disposição para eventuais esclarecimentos.

A DIRETORIA

08/05/2013 - COMUNICADO SINDENEL

Governo fragiliza o setor elétrico e os sindicatos reagem com rapidez

O governo federal tomou medidas como MP 577, MP 579 e alteração no pagamento da periculosidade dos trabalhadores eletricitários que além de trazer prejuízo ao setor elétrico também gerará diminuição do quadro de trabalhadores nas empresas.

Diante da gravidade das medidas nos reunimos com vários sindicatos eletricitários do país e decidimos fazer os seguintes encaminhamentos:

- Ação direta de inconstitucionalidade contra as MP´s;

- Ação direta de inconstitucionalidade contra alteração no pagamento da periculosidade;

- Será efetuado pelos dirigentes sindicais dos sindicatos ligados a Fenatema um movimento de alerta aos deputados e senadores no Congresso Nacional dia 16 e 17 de maio destas medidas tomadas pelo governo;

- Ação judicial contra empresas de energia que já alteraram o pagamento da periculosidade.

SINDENEL

04/05/2013 - Comunicado Sindenel - PLR Copel

Comunicado Sindenel - PLR Copel
 
Acesse o comunicado:

 

03/05/2013 - COMUNICADO SINDENEL - COPEL

ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA

EMPREGADOS DA COPEL – CALL CENTER

O Diretor Presidente do SINDENEL, no uso de suas atribuições estatutárias, convoca todos os empregados da Companhia Paranaense de Energia - COPEL, de sua base territorial, filiados ou não ao sindicato, para se reunirem em Assembléia Geral Extraordinária no dia 11/05/2013 (SÁBADO), na Sede do SINDENEL, sito à rua : Prof. Ulisses Vieira 1515, Santa Quitéria, sendo às 09:30 horas, em primeira chamada, com o número regulamentar de presentes, ou às 10:00 horas, em segunda chamada, com qualquer número de presentes, a fim de deliberar sobre a seguinte ORDEM DO DIA:

1.    Discussão e deliberação pelos empregados da COPEL – CALL CENTER para ajuizamento de medida judicial referente à alteração do horário de trabalho;
2.    Discussão e deliberação pela categoria dos honorários advocatícios e periciais em caso do ajuizamento de medida judicial referente ao item 1(um)  deste edital;
3..    Assuntos gerais.
Curitiba, 02 de maio de 2013.

Alexandre Donizete Martins
Diretor Presidente
SINDENEL

 

26/04/2013 - PLR na Copel

 Sindenel alerta os acionistas e diretores da Copel sobre PLR

 
Estivemos ontem a partir das 13h em frente à sede da Copel alertando aos acionistas e diretores da empresa que o valor divulgado para pagamento da PLR é inferior ao lucro construído pelos trabalhadores da Copel e que os sindicatos não aceitarão simplesmente o pagamento menor a cada ano por decisão da diretoria da Copel sem qualquer negociação com os representantes da categoria.

Permanecemos aguardando a resposta da Copel sobre a solicitação de reunião para negociação do montante da PLR. 

Copeliano manteremos todos informados sobre a situação do pagamento da participação nos lucros da empresa.

19/04/2013 - COMUNICADO SINDENEL - COMPAGAS - ACT 2013/2014

Prezados empregados e empregadas da COMPAGAS,

Ontem a tarde, 18 de abril, tivemos a primeira rodada de negociações entre os prepostos da COMPAGAS e sindicatos referente  a renovação do Acordo Coletivo de Trabalho – ACT 2013/2014. Os sindicatos foram assessorados na reunião pelo economista chefe do DIEESE do Paraná Sr. Sandro Silva, para discussão dos itens sociais e econômicos.
No início da reunião as entidades sindicais solicitaram à empresa que todas as conquistas e benefícios advindos das negociações sejam aplicados a partir de 1º de abril (data-base), o que ficou assegurado pelos prepostos da COMPAGAS.
Na seqüência foi apresentado pela empresa sua proposta para os itens da pauta dos trabalhadores, como segue:

- Reposição Salarial no percentual de 7,22% (INPC pleno)

- Ganho real de 0%

- Abono de data-base linear de R$ 2610 (incluso a diferença da PPR 2012)

- Reajuste do vale-alimentação de R$ 600 para R$ 645

- Reajuste do auxílio-creche de R$ 300 para R$ 322

- Reajuste do auxílio para dependentes portadores de necessidades especiais de R$ 300 para R$ 322

- Estudo para instituição do auxílio educação para dependentes dos empregados.

Os sindicatos, diante da proposta inicial de ACT por parte da COMPAGAS, deixaram registrados as seguintes considerações:

- Refutam o argumento da empresa de negativa de ganho real pelo reenquadramento salarial ocorrido no ano passado decorrente de pesquisa de mercado;

- Esclarecem que há um descolamento muito acima da inflação do item alimentação na composição do INPC, notadamente nas refeições fora de domicílio;

- Necessidade que a empresa avalie e discuta todas as cláusulas constantes da pauta dos trabalhadores e não somente as de cunho econômico-financeiro;

- Consideram que o conjunto da proposta da empresa está muito aquém das expectativas dos trabalhadores e visualizam muitas dificuldades de fechamento consensual em mesa.

Nova rodada de negociação será realizada entre as partes, empresa e sindicatos, em data a ser definida.

PPR 2012, PAGAMENTO EM 2013

A COMPAGAS não concorda com a inclusão dos números produzidos pelo fornecimento de gás à Usina Elétrica a gás de Araucária e apresentou nova proposta de pagamento linear no valor de R$ 5.410,74 (mesmo valor do exercício de 2011), ao invés de R$ 5.201,51, acrescentando a diferença de R$ 209,23, no valor de abono de data-base, com manutenção da parte proporcional de 0,9 remuneração.

Prezados empregados e empregadas da COMPAGAS,

Neste momento é importante a união de todos e a mobilização efetiva dos trabalhadores na busca de avanços no processo negocial. Lembramos que, em razão da PPR, já foi deliberado uma paralisação de 24 horas que  será deflagrada caso não haja avanços significativos  tanto na PPR como também nas discussões de renovação do ACT.
 

Diretoria do Sindicato dos Eletricitários de Curitiba - SINDENEL

15/04/2013 - COMUNICADO SINDENEL - COPEL

Reunião com a COPEL - act 2012/2013

A direção da Copel recebeu os pleitos dos trabalhadores em agosto do ano passado para a negociação do Acordo Coletivo de Trabalho de 2012/2013, no entanto parece que não analisou a importância destes pleitos ao não dar uma resposta coerente ao negar todos as cláusulas administrativos e assistenciais defendidas pelos sindicatos na reunião ocorrida nos dias 3 e 4 de abril.
Percebe-se que a única forma de conseguirmos avanços justos nas nossas negociações é paralisando nossas atividades para demonstrarmos o valor do trabalho dos eletricitários no Paraná.
Estaremos nos próximos dias percorrendo as regionais da Copel conversando com os copelianos para informá-los do que esta ocorrendo no setor elétrico estadual e nacional.

A DIRETORIA

03/04/2013 - COMUNICADO SINDENEL - COPEL

Reunião do Acordo Coletivo de Trabalho 2012/2013

Hoje, 03/04 e amanhã, estaremos reunidos com a COPEL e os demais sindicatos discutindo as cláusulas administrativas do Acordo Coletivo de Trabalho 2012/2013. Assuntos importantes estão na pauta da reunião e esperamos avanços nos pleitos dos trabalhadores. Fiquem atentos às notícias e divulgações do sindicato.

A DIRETORIA

19/03/2013 - Trabalhadores e trabalhadoras da COMPAGAS

Trabalhadores e trabalhadoras da COMPAGAS :

Acessem a pauta unificada dos trabalhadores da COMPAGAS para renovação do Acordo Coletivo de Trabalho - ACT 2013/2014.

ACT 2013/2014

 

 

11/03/2013 - Carta enviada ao Governo Federal pela FENATEMA

Carta enviada ao Governo Federal pela FENATEMA

 Prezados trabalhadores eletricitários


Segue em anexo encaminhamentos ao Governo Federal em defesa dos interesses dos trabalhadores e empresas do setor elétrico efetuados pela Fenatema -  Federação Nacional dos Trabalhadores em Energia, Água e Meio Ambiente  entidade nacional em que o Sindenel é filiado.

Acompanhe através do site: http://sindenel.com.br/index.asp e do
blog: http://sindenel.blogspot.com.br/ os comunicados do Sindenel.

Leia a carta enviada: Carta_Fenatem_Gleisi.pdf

Boa semana a todos.

Diretoria do Sindenel.

01/03/2013 - COMUNICADO SINDENEL - COMPAGAS

Prezados Trabalhadores e Trabalhadoras da Compagas:

No dia 05/03 ( terça-feira ) às 12:30h, em frente a sede da empresa, ocorrerá a assembléia conjunta com os sindicatos: SINDENEL, SINTEC, SENGE e SINAEP para discutir a seguinte pauta:

1.         Discussão e deliberação pela categoria da pré-pauta visando a renovação do Acordo Coletivo de Trabalho – ACT para o período 2013/2014;

2.         Deliberação da categoria para unificação da pauta com os demais sindicatos;

3.         Outorga de poderes da categoria ao sindicato para encaminhamentos administrativos e judiciais referente ao ACT 2013/2014;

4.         Discussão e deliberação da proposta apresentada pela empresa para celebração do Acordo Coletivo de Trabalho com vistas a Participação nos Lucros ou Resultados - PPR 2012, com pagamento em 2013;

5.        Assuntos gerais.

Caso a assembléia não possa ser realizada neste dia, fica automaticamente transferida para o dia 06/03 (quarta-feira) às 18:30h na sede do SINDENEL, sito à rua: Ulisses Vieira, 1515, no bairro Santa Quitéira.

Participe e decida.

A DIRETORIA

SINDENEL

22/02/2013 - COMUNICADO SINDENEL - COMPAGAS

ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA

EMPREGADOS DA COMPAGAS

O Diretor Presidente do SINDENEL, no uso de suas atribuições estatutárias, convoca todos os empregados da COMPAGAS, de sua base territorial, filiados ou não ao sindicato, para se reunirem em Assembléia Geral Extraordinária no dia 26/02/13 (terça-feira), na sede da empresa, sito à Rua Hasdrúbel Bellegard, 1177, bairro Tatuquara, Curitiba - Pr, às 12h00 horas, em primeira chamada, com o número regulamentar de presentes, ou às 12h30 horas, com qualquer número de presentes, a fim de deliberar sobre a seguinte ORDEM DO DIA:

1.    Discussão e deliberação pela categoria da pré-pauta visando a renovação do Acordo Coletivo de Trabalho – ACT para o período 2013/2014;
2.    Deliberação da categoria para unificação da pauta com os demais sindicatos;
3.    Outorga de poderes da categoria ao sindicato para encaminhamentos administrativos e judiciais referente ao ACT 2013/2014;
4.    Discussão e deliberação da proposta apresentada pela empresa para celebração do Acordo Coletivo de Trabalho com vistas a Participação nos Lucros ou Resultados - PPR 2012, com pagamento em 2013;
5.    Assuntos gerais.

Curitiba, 22 de fevereiro de 2013

Alexandre D. Martins
Diretor Presidente
SINDENEL
 

22/02/2013 - COMUNICADO SINDENEL - COPEL

COPEL RETIRA SEGURANÇAS NAS AGÊNCIAS EM CURITIBA

Os trabalhadores das agencias de atendimento ao público da Copel procuraram o Sindenel denunciando que a diretoria da empresa esta retirando os vigilantes que prestam serviço no setor.

Esta decisão deixou um sentimento de insegurança nos trabalhadores devido as ocorrências já acontecidas no setor.

Tem agencias que só tem atendimento ao público por trabalhadoras que estão muito receosas com esta decisão.

O SINDENEL pediu esclarecimentos a diretoria da Copel e tomará as medidas necessárias para manter a segurança nos locais.

A DIRETORIA

20/02/2013 - Chesf define PDV que pode servir de modelo para toda a Eletrobrás

Chesf define PDV que pode servir de modelo para toda a Eletrobrás


Autor(es): Fernanda Nunes
O Estado de S. Paulo - 19/02/2013

Chesf define PDV que pode servir de modelo para toda a Eletrobrás

Um primeiro modelo do que será o Plano de Demissão Voluntária (PDV) da Eletrobrás foi definido pela Chesf, subsidiária do grupo. Adiretoria da empresa decidiu por uma remuneração básica de R$ 45 mil, mais o salário mensal - incluindo os adicionais -, multiplicado pelos anos trabalhados, com o limite de 35 anos. Além disso, deverá ser concedida a extensão do plano de saúde por cinco anos após o desligamento da estatal.
A prioridade serão os funcionários já aptos à aposentadoria, como já informou a Eletrobrás. Oficialmente, porém, a subsidiária que responde pelos ativos da estatal no Nordeste do País afirma que o plano continua em estudo. O PDV da Chesf ainda deverá ser aprovado pelo conselho de administração para, em seguida, ser encaminhado à controladora Eletrobrás, que vai reunir as propostas de todas as suas subsidiárias em um único PDV.
A fase de análise por subsidiária permite entre outras prioridades, que cada uma delas provisione em seus balanços os recursos necessários. Após aprovado pela controladora, o PDV passará ainda pelo crivo dos Ministérios de Minas e Energia e do Planejamento, Orçamento e Gestão.
"Esperamos que a proposta da Chesf não funcione para definir um teto de remuneração. E também que não haja diferença entre as propostas das empresas do grupo para não criar uma hierarquia entre os seus funcionários", disse o presidente da Federação Nacional dos Urbanitários (FNU), Franklin Moreira Gonçalves.
Ele avalia que os funcionários que aderirem ao programa segundo as condições propostas pela diretoria da Chesf terão um ganho de cerca de 30% se comparado ao quanto receberiam caso entrassem em um acordo com a empresa para que fossem demitidos e, assim como acontece na maioria dos casos, recebessem a multa de 40% do FGTS.
A principal reivindicação do sindicato, disse Gonçalves, não é relativa à remuneração, mas para que não haja pressão sobre os empregados para definirem se vão aderir ou não ao PDV. A intenção da empresa é estipular um prazo de adesão e premiar os que aderirem mais rapidamente.
Segundo o presidente da FNU, os empregados serão divididos em dois grupos pela Eletrobras - os que podem se desligar automaticamente e os que precisam permanecer na empresa para repassar conhecimento aos substitutos, dentro de um programa de retenção do conhecimento. A decisão sobre quem vai compor cada grupo ficará por conta das gerências de cada área de cada empresa. 

 

24/01/2013 - COMUNICADO SINDENEL AOS FILIADOS

SINDENEL INFORMA

CRÉDITO DE VALORES AOS FILIADOS DA TAXA NEGOCIAL AO ACT 2012/2013 POR DESCONTO INDEVIDO PELA COPEL

O SINDENEL estará creditando aos empregados filiados nesta sexta-feira, 25 de janeiro, o valor da taxa negocial do ACT 2012/2013 descontado indevidamente pela COPEL, em dezembro de 2012, de alguns filiados ao nosso sindicato.

Solicitamos desculpas aos que tiveram o referido desconto que não deveria ter sido processado pela empresa.

Nos colocamos à disposição para quaisquer outros esclarecimentos.

Atenciosamente,

Diretoria do Sindicato dos Eletricitários de Curitiba -  SINDENEL

08/01/2013 - COMUNICADO SINDENEL - COPEL

SINDENEL denuncia extinção do PSDV ao Ministério Público do Trabalho


Considerando a Circular sob n. 068/2012 editada pela COPEL em 30/11/2012 extinguindo o PLANO PERMANENTE DE SUCESSÃO E DESLIGAMENTO VOLUNTÁRIO, a partir de 01/01/2013, e pela pressão aos empregados da Companhia para aderir ao referido plano no afogadilho, mesmo quando ainda não possuem condições viáveis no plano de aposentadoria complementar, o SINDENEL apresentou denúncia ao Ministério Público com o objetivo de que sejam tomadas as medidas cabíveis para que seja declarada a ilegalidade/nulidade do ato praticado pela atual gestão da empresa, sobretudo por tratar-se de um PLANO PERMANENTE DE SUCESSÃO E DESLIGAMENTO VOLUNTÁRIO.


A denúncia foi protocolizada no final de 2012 no MPT e estamos aguardando o pronunciamento do Ilustríssimo Procurador acerca da situação.

 

06/01/2013 - SINDENEL COMUNICA

 
TAXA ASSISTENCIAL AO ACT 2012/2013
DESCONTO INDEVIDO DOS EMPREGADOS FILIADOS AO SINDENEL
 
Por equívoco da empresa COPEL S.A. foi descontado indevidamente de alguns empregados filiados ao SINDENEL, no salário de dezembro/12, a taxa negocial de 2% (dois por cento) do salário base referente ao ACT 2012/2013. Informamos que estaremos reembolsando os valores descontados, através de crédito em conta-corrente, tão logo tenhamos as informações bancárias para o referido crédito.
Solicitamos as devidas escusas pelo inconveniente causado a esses empregados no qual o sindicato não deu causa.
Atenciosamente,
Diretoria do Sindicato dos Eletricitários de Curitiba - SINDENEL

11/12/2012 - Comunicado SINDENEL aos copelianos

 CARTA ABERTA AOS COPELIANOS REPRESENTADOS PELO SINDENEL

Que o ano de 2013 seja melhor que 2012, marcado pela busca de unidade entre aqueles que produzem a riqueza dessa empresa. Que consigamos sobreviver ao fim do mundo e as contínuas tentativas de exploração e sedução do trabalhador pelo capital. Não somos contra o dinheiro e os benefícios  que com ele possam ser alavancados mas defendemos uma empresa mais justa e mais fraterna onde todos os trabalhadores possam ser respeitados e reconhecidos. A COPEL não pode ser uma empresa de poucos e sim de todos aqueles que no dia a dia contribuem para que ela alcance os seus melhores resultados. Da nossa parte jamais deixaremos de tentar, de buscar o melhor para quem  representamos. Se, às vezes, nas nossas ações, não atingimos os objetivos propostos, não esmorecemos e seguimos em frente pois a vida é feita de acertos e de erros.

 Taxa assistencial ao SINDENEL referente ao ACT 2012/2013

Dizem os estudiosos do assunto: Solidariedade não é inata ao ser humano é algo que precisa ser estimulado, desenvolvido. AGRADECEMOS todos aqueles que contribuem com a taxa negocial ao sindicato pois é desse recurso que conseguimos, minimamente, realizar as negociações e buscar melhorias a TODOS os empregados. Sabemos que a capacitação e qualificação pessoal são o que determinam os avanços na sua carreira profissional porém são as negociações coletivas que trazem os benefícios de caráter geral como melhoria na PLR, avanços no plano de saúde, no vale-alimentação, no ganho real, etc.

 Agradecimento especial aos FILIADOS

Aos filiados que nos apóiam o ano inteiro com a sua contribuição mensal nossos melhores agradecimentos. Nem sempre conseguimos agradar a todos com o nosso trabalho mas é muito importante a confiança de vocês pois buscamos fazer o melhor em nossas atividades. Lembre-se, sindicato não é só data-base. Venha somar conosco no dia a dia, traga suas idéias e seus pleitos para que juntos possamos melhorar as ações sindicais na busca de um melhor ambiente de trabalho e na qualidade dessa empresa de todos os paranaenses.

 UM FELIZ NATAL E UM 2013 PLENO DE REALIZAÇÕES!

Diretoria do Sindicato dos Eletricitários de Curitiba - SINDENEL

29/11/2012 - ACT 2012/2013 - COPEL

 Prezados Copelianos representados pelo SINDENEL

Considerando o consignado em cláusula do ACT vigente informamos que a taxa assistencial ao SINDENEL referente ao ACT 2012/2013 será de 2% do salário base (Código 1000) a ser descontado em parcela única no mês de dezembro/12.

À apresentação de carta de oposição ao desconto ao sindicato deverá ser realizada pelo próprio empregado no período de 30 de novembro até o dia 10 de dezembro, nos seguintes horários, 8 às 12 das 13:30 às 17:30 na Rua Prof. Ulisses Vieira 1515, bairro Santa Quitéria.

Diretoria do Sindicato dos Eletricitários de Curitiba 

29/11/2012 - Trabalhadores da COPEL aprovam contraproposta da empresa


Trabalhadores aprovam proposta com 1% de aumento real após mobilização que abre novo momento na história da Copel
 
Por 1.953 votos a 1.350, os copelianos presentes às assembleias realizadas em frente às sedes da empresa nesta quinta-feira (29) pela manhã aprovaram a nova proposta da Copel para o Acordo Coletivo de Trabalho 2012/13.
 
Assim, os 13 sindicatos que, unidos, representam mais de 90% dos copelianos, irão assinar o documento, que prevê reajuste salarial de 5,58% retroativo a outubro, pagamento de abono de duas remunerações (com desconto do imposto de renda), aumento real de 1% a partir de maio de 2013 e adoção do divisor 200, em vez do 220, para o cálculo de horas extras, como determina súmula do Tribunal Superior do Trabalho (TST).
 
Além disso, não haverá desconto nos salários dos milhares de copelianos que aderiram à paralisação do último dia 22.
 
A aprovação da proposta encerra as manifestações que, pela primeira vez em 23 anos, levaram os copelianos a cruzar os braços e protestar contra a direção da empresa. Essa postura dos trabalhadores foi determinante para que conseguíssemos arrancar, com muita luta, uma proposta um pouco melhor para nosso ACT.
 
Comprovamos que, unidos, somos fortes, temos valor e não aceitamos mais que nos empurrem à força uma proposta que não satisfaça nossa expectativa. Se não chegamos ao que considerávamos ideal, é inegável que obrigamos a direção a rever sua “proposta final”.
 
E seguiremos unidos. O ACT 2012/13 marca o início de um momento histórico para os trabalhadores da Copel. Queremos mais, e seguiremos unidos e mobilizados em busca disso.
 
Por fim, deixamos um apelo aos diretores da Copel e ao governo do estado, que durante quase toda a campanha salarial mantiveram uma postura inflexível perante os trabalhadores. Leiam os comentários postados pelos copelianos neste blog e em nossas redes sociais. Neles, fica clara a insatisfação dos copelianos perante seus comandantes e as condições de trabalho na empresa.
 
São recados claros, por vezes rudes, de que não há mais espaço para truculência e pouco caso. Os trabalhadores sabem que são responsáveis pela história de sucesso da empresa, e exigem o mesmo respeito que recebem os acionistas. Esperamos que, ao admitir que era possível melhorar a “proposta final” com um aumento real de 1%, a partir de maio, a direção da Copel esteja dando um (ainda tímido) passo nessa direção.

26/11/2012 - Comunicado ACT 2012/13 - COPEL

Contra uma direção intransigente, trabalhadores cada vez mais unidos

Na última quinta-feira (22), após 23 anos, fomos às ruas mostrar nossa insatisfação contra a diretoria da Copel. A mobilização foi um sucesso – 70% dos copelianos cruzaram os braços. Nalguns lugares, como Paranaguá, Pato Branco, Toledo, Francisco Beltrão, a adesão foi total, ou chegou muito perto disso. Em Curitiba, Londrina, Maringá, Cascavel, Foz do Iguaçu, nos manifestamos em frente às sedes da Copel.

A imprensa de todo o Paraná deu ampla cobertura à nossa luta. Em Curitiba, o veterano e respeitado comentarista Luiz Geraldo Mazza disse, na CBN, que a Copel vive uma “luta de classes”, numa referência às diferenças dos aumentos salariais oferecidos a diretores e trabalhadores.

 Da direção, por enquanto, só truculência

A direção da empresa, que durante toda a campanha agiu com truculência, assediando e coagindo os copelianos, não mudou o tom. Primeiro, num comunicado interno, disse que apenas 15% dos trabalhadores pararam – o que chega a ser risível e constrangedor para qualquer um que viu o que de fato ocorreu na quinta-feira.

Na sexta, em entrevista a uma emissora de rádio, após falar em 25% (e não mais 15%) de trabalhadores parados, a diretora de Gestão Corporativa disse que, se a adesão foi mesmo de 70%, ela poderia “mandar todos esses embora”, já que não houve prejuízos aos serviços prestados pela Copel.

Movida por um sentimento de ódio e revanchismo contra os trabalhadores que não conseguiu esconder, a responsável maior pelos recursos humanos da Copel usou de um raciocínio que beira o infantil, constrangendo a todos os copelianos perante a sociedade e os acionistas da empresa.

Ora, colega. Aos fins de semana, bem menos de 30% dos copelianos estão a postos, de plantão, para atender a uma eventual emergência. Nem por isso, vemos quedas de energia aos sábados, domingos ou feriados, não é mesmo? Pois foi assim, também, na última quinta-feira. O que não quer dizer que outros setores da empresa não tenham parado, por culpa da intransigência de seus diretores e do governo do estado.

 Nos ajude a denunciar o assédio moral ao Ministério Público

Esta semana, colegas nos relatam inúmeras tentativas de coação e revanchismo contra os milhares de copelianos que pararam. Há todo tipo de “listas” contra os trabalhadores: uns não vão mais receber adicional de periculosidade, outros perdem direito a promoções, alguns serão simplesmente “demitidos”. Há também abaixo-assinados para que algumas categorias se desliguem da negociação coletiva, patrocinados por alguns gerentes da empresa que coagem seus subordinados a assinar.

Alto lá! O nome disso tudo é assédio moral. Já temos o nome de vários gerentes que estão lançando mão dessa prática, que entregaremos ao Ministério Público do Trabalho. Se você também é vítima disso, contate seu sindicato e informe o nome do autor do assédio.

Da mesma forma, a empresa busca pressionar seus trabalhadores com o desconto do dia de trabalho parado. Para isso, criou uma patética diferença entre paralisação e greve. Vamos deixar claro: juridicamente, são a mesma coisa. De fato, a empresa pode descontar o dia parado, mas os sindicatos vão negociar até o fim para que isso não aconteça (e não há porque haver desconto, já que nosso movimento cumpre todas as exigências legais).

 A Justiça já deixou claro: nosso movimento é legal

A legalidade da nossa paralisação fica clara quando examinamos a contundente derrota da direção da Copel na Justiça do Trabalho. Os advogados da empresa tentaram, por meio de dezenas de ações chamadas de interditos proibitórios, em linguagem jurídica, proibir as manifestações públicas dos trabalhadores. Em apenas uma eles conseguiram. Nas demais, ganho de causa para nós, trabalhadores.

Em Curitiba, por exemplo, o juiz do Trabalho Claudio Salgado escreveu que “não se pode ignorar o direito legítimo de greve consagrado na Lei Maior em seu artigo 8.º, o que torna então regular e lícito o movimento paredista decretado pelas entidades sindicais”.

Disse mais: “Não se pode então utilizar a ação de interdito proibitório como meio de contra-pressão patronal, mas é isto o que de fato se vislumbra da intenção das requerentes (a Copel), isto no sentido de esvaziar o movimento paredista, já que, reitera-se, eventual ilegalidade da greve não é matéria a ser aqui enfrentada, sendo que o fato de uma ou outra categoria ter aceito as propostas patronais não quer dizer, por si só, que sejam adequadas e razoáveis, sendo irrelevante que alguns sindicatos profissionais celebraram ACTs com as autoras”, afirmou.

 Nesta quinta, todos de volta às ruas!

Já enviamos, à Copel, ofício comunicando que os trabalhadores rejeitaram, por ampla maioria, a “proposta indecorosa” da direção para o Acordo Coletivo de Trabalho, e dizendo também que não pretendemos levar a questão a dissídio. Acreditamos numa negociação clara, justa e transparente entre empresa e empregados. Afinal, merecemos o mesmo respeito que essa direção tem pelos acionistas.

Também solicitamos à Procuradoria Regional do Trabalho do Ministério Público uma mediação, uma vez que, até agora, a direção faz pouco caso ao que disseram os trabalhadores nas assembleias e mostra pouca disposição de retomar as negociações.

Seguimos aguardando uma resposta da empresa. Enquanto isso, convocamos novamente os trabalhadores para a segunda etapa da nossa paralisação, desta vez por 48 horas, a partir desta quinta-feira (29). Vamos mais uma vez mostrar, de forma contundente, que temos valor, e não preço.

21/11/2012 - COMUNICADO SINDENEL – COPEL – ACT 2012/2013

COMUNICADO AO CIDADÃO PARANAENSE

Por que os trabalhadores da Copel
estão entrando em greve?
Cidadão paranaense: você é dono da Copel, uma empresa cujo principal acionista é o Estado
do Paraná. Por isso, é nossa obrigação informar a você porque começamos, nesta quinta-feira (22),
uma série de paralisações na empresa – as primeiras em 23 anos.
Nos dois últimos anos, a Copel bateu recordes sucessivos em lucratividade. Bom para todos
nós, paranaenses. Mas muito melhor para os donos de ações da empresa, que viram sua fatia nesses
lucros subir de 25% para 35% do total, por determinação da diretoria indicada pelo governador Beto
Richa (PSDB).
Muito bom, também, para esses mesmos diretores, que aumentaram os próprios salários,
nesse período, em 42,34% (e quem diz isso não somos nós, mas a própria Copel, em documento
público disponível na internet no endereço http://goo.gl/RdCyY).
Mas e nós, trabalhadores? Nesses dois anos, ao nos sentarmos com a direção da empresa
para negociar nosso Acordo Coletivo de Trabalho, tudo o que temos ouvido é uma série de “nãos”.
Os diretores, tão dóceis com acionistas e com eles mesmos, são inflexíveis, intransigentes, com as
pessoas que fazem da Copel um motivo de orgulho para todos os paranaenses.
São dois anos sem aumento real de salários. Enquanto isso, outras empresas do setor elétrico
concedem ganhos reais a seus funcionários. “E eu com isso”, talvez se pergunte você? Saiba que
isso é péssimo para a Copel, que está perdendo, nos últimos anos, dezenas de empregados
extremamente capacitados, que desistem da empresa por conta dos baixos salários. Quem perde,
com isso, somos todos nós, paranaenses. E você, dono da Copel, precisa saber disso.
Este ano, não deu mais pra engolir a intransigência e a prepotência do atual comando da
Copel. Recusamos a proposta que um representante da direção chamou de “indecorosa” em
assembleias com participação recorde de 5.840 copelianos – ou 61% do total de empregados da
empresa. E foi uma recusa categórica: 73,51% dos votos rejeitaram a prepotência, a intransigência
da direção da Copel.
Você, cidadão paranaense, pode estar se sentindo contrariado com nossa decisão. Pois saiba
de outra coisa: os 15 sindicatos que representam 97% dos trabalhadores da Copel tentaram, de todas
as formas, seguir negociando com a empresa para que tivéssemos um aumento real. Mas foram os
representantes da empresa que se retiraram da mesa de negociações, dizendo que não haveria nova
proposta. E isso não mudou nem mesmo depois que rejeitamos maciçamente a “proposta
indecorosa”.
Outra coisa que você deve saber: nas negociações, esses representantes pintam um cenário
ruim para o futuro da Copel, bem diferente daquele exibido nas dezenas de anúncios feitos pela
empresa no rádio, na televisão, na agência de notícias do governo. E bem diferente daquele exibido
aos acionistas.
Afinal, nós, que construímos a Copel, não merecemos o mesmo respeito que merecem os
acionistas, ou os diretores? Não queremos 42,34% de aumento. Somos responsáveis. O que
pedimos são 8,5% de aumento, o que significa pouco mais de 2,5% de aumento real. É justo, não?
Nós achamos que sim. E, como somos mais de 9 mil pessoas que têm valor, e não preço,
decidimos fazer essa paralisação de alerta. Por enquanto, só nesta quinta-feira. Só haverá outras se a
direção e o governo do estado se mantiverem intransigentes. E, nesse caso, você já sabe a quem
deve cobrar providências.
Contamos com seu apoio, da mesma forma que você sempre pôde contar com a Copel e seus
empregados, em todos os momentos.
Cordialmente
Trabalhadores da Companhia Paranaense de Energia

19/11/2012 - COMUNICADO SINDENEL – COPEL – ACT 2012/2013


Chegou a hora! Nesta quinta, a Copel vai parar!

Nunca, na história da Copel, tantos empregados participaram das assembleias convocadas pelos sindicatos para manifestar nosso descontentamento com o pouco caso com que estamos sendo tratados pela direção da empresa.

“Proposta indecorosa”, intransigência nas negociações, chantagem, coação e ameaças tiveram a resposta merecida: “NÃO”. Foi isso o que disseram 73,51% dos 5.840 copelianos que votaram nas assembleias.

Junto com o “NÃO”, também decidimos cruzar os braços nesta quinta-feira, dia 22, para dar corpo e voz ao nosso descontentamento. A decisão das assembleias é democrática, soberana e inquestionável. E, acima de tudo, amparada pela legislação.

Pois chegou a hora de pararmos, para mostrar, à direção da Copel, que temos valor, e não preço. Que nós, funcionários de carreira, somos os verdadeiros responsáveis pelo sucesso e prestígio desta empresa. E, acima de tudo, que somos muito fortes quando unidos, como agora.

Nesta quinta, não vá para seu local de trabalho. Em vez disso, vamos todos nos concentrar no local indicado pelo sindicato da nossa região. Vamos, unidos, dar corpo e voz à nossa insatisfação com a “proposta indecorosa” da direção.

Em Curitiba, estaremos mobilizados, na frente da sede da empresa, para garantir que os nove diretores que aumentaram os próprios salários em 42,34% em dois anos ouçam alto e claro o grito de descontentamento dos milhares de empregados a quem negam um único centavo de aumento real.

Colega terceirizado: pedimos seu apoio e compreensão à nossa luta. Afinal, você sabe, melhor que ninguém, que todos precisamos de melhores condições de trabalho, você inclusive. Lembre-se: nesta quinta-feira, ninguém vai entrar nas instalações da Copel.

 

14/11/2012 - COMUNICADO SINDENEL - ITAIPU BINACIONAL

RESULTADO DA ASSEMBLÉIA 13/11/2012
ITAIPU BINACIONAL
BASE SINDENEL

O Diretor Presidente do SINDENEL, no uso de suas atribuições estatutárias, informa todos os empregados da ITAIPU Binacional de sua base representativa as deliberações dos empregados referentes a pauta da assembléia do dia 13/11/2012, como segue:

ITEM 1. Apresentação e deliberação da proposta da empresa para fechamento do Acordo Coletivo de Trabalho 2012/2013: APROVADO
ITEM 2. Deliberação da taxa assistencial ao sindicato: APROVADO, nos moldes dos anos anteriores (2% do salário base), sendo 1% (um por cento) em dezembro/2012 e 1% (um por cento) em janeiro/2013.
Fica estabelecido o prazo legal de 10 dias para apresentação de carta de oposição ao desconto para os empregados que não concordem com o referido desconto (até 23/11/2012 às 17:30horas).


Curitiba, 14 de novembro de 2012

Alexandre D. Martins
Diretor Presidente
SINDENEL

08/11/2012 - COMUNICADO SINDENEL – COPEL – ACT 2012/2013

Na Copel, falta inovação na maneira de lidar com os empregados

Em comunicado interno distribuído nesta terça-feira, a Copel comemora, com justificado orgulho, sua inclusão na seleta lista de empresas que mais investem em inovação tecnológica em todo o mundo.

Infelizmente, essa visão inovadora não é vista na maneira como a empresa lida com as reivindicações e anseios de seus empregados. Isso fica claro nos inúmeros comunicados distribuídos sob o título “Acordo Coletivo de Trabalho”, que informam que sindicatos que representam categorias amplamente minoritárias na empresa aceitaram a “proposta indecorosa”.

Esses comunicados trazem, inclusive, a data em que tais categorias irão receber o abono (com abatimento do imposto de renda, lembre-se). É uma estratégia repugnante de tentar seduzir empregados que possam estar em dificuldades financeiras, mas que ainda assim têm a grandeza e a coragem de dizer “Não” à “proposta indecorosa” da empresa e de assumir uma luta por um Acordo Coletivo que traga um aumento real de salários, além do abono.

Lamentamos, mais uma vez, a forma truculenta e autoritária que a direção usa para interagir com os copelianos, nesse momento em que uma empresa inovadora de fato estaria, isso sim, sentada à mesa discutindo (e não impondo), aberta e francamente, um acordo vantajoso para todos. Já que não é assim, caberá aos trabalhadores mostrar à arrogante direção da Copel que nós temos valor, e não preço.

Por fim, lamentamos também a atitude do Sinap, sindicato que representa os advogados da Copel, que, sem prévio aviso aos dirigentes das demais entidades do Coletivo, aceitou a “proposta indecorosa” da Copel.

E, muito importante, lembramos que advogados, economistas e secretárias, as três categorias que se dobraram à intransigência da Copel, não terão direito aos avanços que a maioria dos copelianos irá obter por ter a coragem de dizer “Não” e exigir uma proposta condizente com as reivindicações que apresentamos à Copel em agosto.

01/11/2012 - COMUNICADO SINDENEL – COPEL – ACT 2012/2013

Documento oficial da Copel comprova: remuneração de diretor subiu 42,34% em dois anos

Causa surpresa, espanto e indignação o comunicado enviado pela direção da Copel acusando as 17 entidades que representam os empregados de expor, “de forma caluniosa e irresponsável”, o aumento dos salários dos diretores. Simplesmente porque os dados foram retirados de um documento oficial da própria Copel, publicado em 26 de abril, que você pode baixar e ler no site da COPEL (os dados sobre a remuneração de diretores e conselheiros estão entre as páginas 27 e 29).

E o que está escrito, oficialmente, neste documento? Que, em 2010, cada diretor da Copel recebia em média R$ 784.267,24 anuais. E, em 2011, passou a ganhar R$ 880.875,00 –ou seja, um reajuste de 12,32%, o que significa aumento real de 5,88%, excluída a inflação do período.

Vamos a 2012: ao final do ano, em pleno “cenário desfavorável”, cada um dos nove diretores terá recebido R$ 1.116.301,03, ou seja, um reajuste de 26,73% em relação a 2011, que significa aumento real de impressionantes 19,82%.

Mais uma conta simples que as informações oficiais da Copel nos permitem fazer: o salário de cada diretor teve reajuste de 42,34% entre 2010 e 2012, com aumento real acumulado de 26,87%.

Gastos com diretores sobem 60,13% em pleno “cenário desfavorável”

Outro dado que chama atenção, no documento oficial da Copel: em 2012, a empresa a ter nove diretores, em vez dos oito que mantinha até o ano passado. Ou seja: além dos aumentos de salários dos diretores, houve o acréscimo de mais uma remuneração anual. Com isso, percebe-se que o gasto da empresa com seus diretores subiu escandalosos 60,13% entre 2010 e 2012 (ano em que estamos, lembre-se, vivendo um “cenário desfavorável”).

Gostaríamos de perguntar ao governador Beto Richa (PSDB), que acaba de determinar um corte de 20% nos gastos do estado, o que acha disso. Aliás, vamos repassar essas informações às lideranças do governo e da oposição, na Asssembleia Legislativa, para que façam esse questionamento.

Por fim, um esclarecimento: todos os cálculos foram feitos pelo Dieese, que é uma instituição séria, respeitável, confiável e responsável. E nós não temos nenhuma intenção de “atingir” a quem quer que seja, até porque sempre tivemos um relacionamento respeitoso com toda a direção da Copel. O que estamos fazendo, simplesmente, é trazer a público a diferença de tratamento que a empresa dá a seus gestores, seus acionistas e seus empregados.

Nosso trabalho é defender os interesses dos empregados da Copel. E seguiremos fazendo isso, mesmo neste cenário de ameaças e represálias. Trabalhador copeliano, conte conosco.

31/10/2012 - COMUNICADO SINDENEL – COPEL – ACT 2012/2013

Mentira, chantagem e ameaça. É o que a Copel faz em seu comunicado sobre o ACT

 

Pela rede interna de computadores, a direção da Copel enviou comunicado aos empregados sobre a “proposta indecorosa” que fez para o Acordo Coletivo de Trabalho 2012/13. Lido com atenção, revela-se um conteúdo de mentiras, chantagem e ameaça. Vejamos:

. A comparação feita pela Copel entre abono e aumento real é desprovida de sentido. Simplesmente porque se trata de coisas diferentes. Mais ainda: a pauta de reivindicações que apresentamos à empresa reivindica aumento real de salários e abono salarial. Portanto, quando diz que é “ abono ou aumento real”, a direção da Copel tenta enganar e confundir você, trabalhador. E, como já explicamos, abono salarial não se leva para férias, décimo-terceiro salário ou aposentadoria.

. A Copel, a partir desse ano, quer tributar o imposto de renda do seu abono salarial, coisa que nunca fez. Para isso, baseia-se no “Código Tributário Nacional e em jurisprudência pacificada no Superior Tribunal de Justiça”. Traduzindo o juridiquês, jurisprudência é uma série de decisões repetidas da Justiça, sobre determinado assunto, que passa a balizar a análise de novos processos. Mas a direção da Copel diz que o divisor 200 não é seu direito, trabalhador, mas uma benesse que você vai receber graças à generosidade dos mandatários da empresa e do governo do estado. Mas há uma súmula do Tribunal Superior do Trabalho (TST) que obriga a adoção do divisor 200. Nova tradução do juridiquês: uma súmula é uma jurisprudência ainda mais consagrada, e que, por isso, passa a incidir automaticamente sobre processos daquele assunto. Fica a pergunta: para a direção da Copel, jurisprudência ou súmula que beneficia o trabalhador deve ser ignorada?

. A Copel mente, mais uma vez, ao dizer que concede aumento real. É só fazer um raciocínio simples. Vale-alimentação serve, por lei, e como o próprio nome diz, para comprar alimentos. Então, a inflação que deve balizar o reajuste do Vale-alimentação é a do grupo alimentação e bebidas, que em Curitiba, subiu 9,87% nos últimos 12 meses (acima, portanto, dos 9,6% reajustados pela empresa). A alimentação em casa subiu 10,25%, e fora do domicilio, 9%. E o Auxílio-creche: mesmo com o reajuste de 8,2%, o benefício ainda está muito abaixo do custo médio da mensalidade de uma creche em Curitiba (R$ 648,68).

. Vamos em frente: promoções e plano de carreira são importantes e devem ser valorizados e aplaudidos. Mas não é isso que está em discussão agora. Um Acordo Coletivo de Trabalho serve para se discutir aumento para todos os empregados da empresa, sem distinção. E é disso que estamos falando aqui. Trazer esses assuntos à tona é confessar que não há nenhuma vantagem para todos os trabalhadores na “proposta indecorosa” da Copel.

. O Acordo Coletivo de Trabalho, voltamos a repetir, é um documento onde se registram conquistas dos empregados que vão além do mínimo que prevê a legislação. Por isso, não aceitamos a inclusão da proposta da empresa sobre a “compensação de horas extraordinárias”. A própria direção admite que ele já vem sendo praticado, e, se incluído no ACT, abre, sim, margem para que se implante um banco de horas. E isso nós não aceitamos, e deixamos claro, na mesa de negociação.

. Os 17 sindicatos que representam 99% dos trabalhadores da Copel já explicaram que não irão discutir nenhuma proposta para o ACT separadamente. Isso foi informado, em caráter oficial, à Copel. Assim, buscamos valorizar a opinião do conjunto dos trabalhadores da empresa, e não de uma ou outra base ou categoria, algo que sempre foi reivindicado pelos colegas. É uma pena que, do alto de sua soberba, a direção da empresa faça pouco caso. As duas entidades que aceitaram a “proposta indecorosa” da empresa não quiseram se unir ao grupo de 17 sindicatos. É uma pena, mas isso não irá alterar nossa disposição para permanecermos unidos até o fim. E pior para os representados por esses sindicatos, pois não farão jus a qualquer melhoria que venhamos a conseguir com nossa mobilização.

. Já dissemos, algumas vezes, que a “proposta indecorosa” da Copel precisa ser melhorada, por reivindicação dos trabalhadores. E também repetimos que estamos abertos a continuar negociando. Mas, ao dizer que “o processo negocial poderá ter interveniência da Justiça do Trabalho, sem garantia de manutenção dos itens apresentados pela Copel”, a direção está fazendo chantagem com você, trabalhador copeliano. Está dizendo: “aceite minha proposta indecorosa agora, senão posso piorá-la um pouco mais”. Você acha que isso mostra algum respeito por você, colega copeliano? De nossa parte, afirmamos, com tranquilidade: isso não vai acontecer. E não vai acontecer, simplesmente, porque, quando a imensa maioria dos trabalhadores se unir aos seus representantes num imenso e sonoro NÃO, a direção da Copel terá que descer de sua soberba e negociar, com humildade e respeito (o mesmo respeito que o trabalhador sempre teve com a empresa) uma proposta melhor. Lembre-se, colega copeliano: recusar a “proposta indecorosa” é seu direito. Dê sua resposta a quem pratica o discurso do medo, da chantagem e da coação. Diga NÃO à “proposta indecorosa” da Copel.

26/10/2012 - Agenda das Assembléias Unificadas em Curitiba - COPEL - ACT 2012/2013 - Participe e decida.

Agenda de Curitiba para as assembléias unificadas

Do dia 29/10 até 01/11

Panfletagem e divulgação de boletins e
da agenda das assembleias

D I A L O C A L H O R A
01/11 Agência Sítio Cercado 08:00h às 09:00h
05/11 Agência Centro 08:00h às 09:00h
05/11 KM 3 17:00h às 18:30h
06/11 Agência Santa Felicidade 08:00h às 09:00h
06/11 Comendador Araújo 12:00h às 13:30h
06/11 Santa Quitéria 17:00h às 18:30h
07/11 Agência Bacacheri 08:00h às 09:00h
07/11 Mariano Torres 12:00h às 13:30h
07/11 Atuba 17:00h às 18:30h
08/11 Agência Portão 08:00h às 09:00h
08/11 Padre Agostinho 12:00h às 13:30h
09/11 Agência Vila Hauer 08:00h às 09:00h
09/11 Sede do SINDENE 08:30 às 17:30h
09/11 Associação Copel Curitiba 17:00h às 19:00h

 

25/10/2012 - COMUNICADO SINDENEL – COPEL – ACT 2012/2013

Chegou o momento onde todos os trabalhadores Copelianos poderão decidir os rumos da Campanha Salarial Unificada do ACT 2012/2013. Em reunião realizada ontem, 24/10, os 17 sindicatos discutiram, em conjunto com suas assessorias jurídicas, os novos encaminhamentos desta Campanha. Agora chegou a hora dos Trabalhadores e Trabalhadoras da COPEL ratificarem a posição das 17 entidades sindicais que foi de rejeição da contra proposta da empresa para a renovação do ACT e demonstrar toda indignação com a falta de valorização de nosso trabalho. As assembleias unificadas terão início dia 29/10 e terminarão no dia 13/11, possibilitando que todos os Copelianos participem em todo estado. Também estaremos deliberando sobre 2 paralisações, sendo a primeira no dia 22/11 por 24horas e a segunda nos dias 29 e 30/11 por 48horas. De uma forma organizada e seguindo os trâmites legais, os sindicatos estão preparados para este momento. Então, trabalhador, faça sua parte. Participe das assembleias deliberativas e vamos dar a resposta merecida para a Diretoria da COPEL. Aguardem o comunicado com a agenda das assembleias em sua base. Vamos juntos, organizados e decididos, em busca de um ACT justo.

 

21/10/2012 - Desbalanço Social da Copel

Desbalanço Social da Copel


 

Clique
Coletivo Sindical dos Empregados da Copel

 

18/10/2012 - COMUNICADO SINDENEL – COPEL – ACT 2012/2013

Sindicatos rejeitam “proposta indecorosa” e sem aumento real da Copel

Após uma semana, a Copel trouxe à mesa de negociação, nesta quinta-feira (18) exatamente a mesma proposta que já havia sido rejeitada pelos 17 sindicatos que representam os trabalhadores.
Diante disso, a posição das entidades segue a mesma: aguardamos que a empresa reavalie sua “proposta indecorosa” e traga à mesa de negociação uma oferta que atenda ao que esperam os trabalhadores. E o recado dos trabalhadores está claro na pauta de reivindicações: aumento real de salários.
Mais uma vez, nesta quinta-feira, ouvimos o superintendente de Recursos Humanos, Luiz Carlos Cavanha, que se esforçou para pintar um quadro negro para o futuro da empresa. “O cenário não se apresenta muito favorável. Não há condições para ganho real”, jurou.
As dificuldades, se é que existem, não são para todos. O economista Fabiano Camargo, do Dieese, lembrou que a mesma direção que apresenta um “cenário não favorável” aos trabalhadores se deu de presente um aumento de 60% nos próprios salários, entre 2010 e 2012. “Os gastos da Copel com a remuneração de diretores e conselheiros saltou de R$ 6,3 milhões para R$ 10 milhões, no período”, disse Fabiano.
Mesmo em meio a esse “cenário não favorável”, a Copel não viu problemas em gastar quase R$ 18 milhões num avião para uso de seus diretores – e, segundo o jornalista Celso Nascimento, da “Gazeta do Povo”, também para uso do governador Beto Richa (PSDB).
E, mesmo em meio a este “cenário não favorável”, a Copel mostra interesse em adquirir o Grupo Rede, que está sob intervenção da Aneel, como noticiou hoje a imprensa. Cenário desfavorável, como se vê, só há para você, trabalhador.
Tudo isso acontece no mesmo ano em que as outras empresas do setor – que não têm os prêmios e a solidez que a Copel alardeia em seus anúncios publicitários – concederam reajustes acima da inflação. “No setor elétrico, em 23 negociações, houve ganho real médio de quase 2%”, lembrou Fabiano.
A única diferença da proposta da Copel, em relação à semana passada, é a adoção do Divisor 200, em vez do 220. “Mas isso é apenas o que garante súmula do Tribunal Superior do Trabalho, é o que está na lei. Por isso, nem precisa constar do ACT, que é um documento que registra avanços em favor do trabalhador”, afirmou Jonas Braz, diretor do Steem.
“Foram os trabalhadores que seguraram a Copel em momentos difíceis, como o da época das ameaças de privatização. Sempre que a empresa esteve sob risco, os trabalhadores se mobilizaram para defendê-la. Mas a recíproca não é verdadeira. Nos últimos anos, a direção comemorou lucros fabulosos, mas não concedeu qualquer aumento real. Como explicar isso aos trabalhadores?”, lamentou Alexandre Martins, presidente do Sindenel.
Na reunião desta quinta-feira, cada uma das 17 entidades presentes recebeu carta assinada pela diretora de Gestão Corporativa da empresa, Yara Eisenbach, que garante a manutenção de nossa data-base para 1.º de outubro. Por isso, reafirmamos: este é o momento de nos mantermos unidos e mobilizados. A pressa não nos favorece. Com calma, união e mobilização, vamos chegar a um Acordo Coletivo que fará jus ao que merecemos.

15/10/2012 - COMUNICADO SINDENEL – COPEL – ACT 2012/2013

ACT 2012/13: entenda o processo de negociação e o que houve até agora

Em conversas com os trabalhadores, percebemos dúvidas sobre a que pode acontecer por termos recusado, na mesa de negociações, a proposta inicial da Copel.

Vamos aos fatos. Em primeiro lugar, a empresa sequer formalizou sua proposta, ainda (razão pela qual não trouxemos números e valores até agora; se a proposta não é oficial, eles podem mudar a qualquer momento).

Nas assembleias e reuniões de definição de pauta que realizamos em todo o Paraná com os copelianos, ficou clara a exigência de um aumento real de salários.

Por isso, temos o direito de recusarmos uma oferta sem aumento real, como a que temos até agora. Isso não significa, de nossa parte, que estamos encerrando as negociações.

Muito pelo contrário. Esperamos, ansiosos, que finalmente os representantes da Copel venham até a mesa de negociações para negociar, e não apenas para brandir uma série de “nãos” a cada reivindicação dos trabalhadores.

Para nós, negociar significa expor pontos de vista e argumentos para que, com boa vontade e disposição para ceder, ambos os lados possam chegar a um acordo vantajoso para todos. Não é o que aconteceu até agora. Se há inflexibilidade por parte da Copel, a negociação não evolui.

De nossa parte, não iremos, e já deixamos isso claro, assinar um acordo sem aumento real de salários e que desrespeite direitos garantidos aos trabalhadores. Infelizmente, o acordo que a Copel tenta nos impor, neste momento, não tem aumento real. Mas desrespeita seus direitos, copeliano.

Muito importante: nossa recusa à primeira proposta da Copel não significa que estejamos atravancando o processo de negociação. Muito pelo contrário, como já dissemos. Significa que esperamos que a direção da empresa tenha a humildade de perceber que está oferecendo algo muito aquém do que esperam seus empregados. E melhore sua proposta.

Também não significa que nossa negociação irá, a partir de agora, a dissídio. Não há limites para a duração de uma negociação coletiva. E, de nossa parte, reafirmamos a intenção de negociar.

Gostaríamos, muito, de que ao menos alguns colegas pudessem acompanhar a negociação coletiva, para que tivessem uma imagem mais clara de seu andamento – e da intransigência da direção, até agora. Infelizmente, mais uma vez não foi possível. A direção da empresa não permitiu.

Por fim, leia a seguir uma análise do economista Fabiano Camargo, da subseção do Dieese no Senge-PR, sobre o que a Copel ofereceu até agora, e porque há condições para que tenhamos reajuste de 8,5% (que significa um aumento real de cerca de 3% nos salários) e avanços em outras cláusulas da pauta.

“A proposta da Copel está na contramão de demais negociações realizadas este ano no Brasil, que acumulam ganho real médio de 2,23%. Se observarmos apenas o setor elétrico, veremos que a Copel também está atrás de outras empresas – os acordos coletivos do setor tiveram aumento real de 2%, em média. A Copel, lembramos, não ofereceu nenhum aumento real a seus empregados.

“Se houve queda nos lucros da Copel, vale lembrar que isso se deve ao aumento de encargos de uso da rede à elevação da energia elétrica comprada para revenda. Outros indicadores, porém, melhoraram.

“Ativo total e patrimônio líquido cresceram 5,04%. Receita operacional líquida cresceu 10,56%. Lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Lajida) aumentaram 18,52%. E não podemos nos esquecer de que o lucro histórico e recorde que a empresa teve em 2011 também faz parte do cenário da negociação em andamento.

“A empresa também não pode atribuir nenhum problema referente à MP 579 (que reduz o custo da energia no Brasil e antecipa a renovação das concessões do setor), pois, em comunicado ao mercado financeiro, afirma que será ‘uma das empresas menos afetadas pelas novas regras do setor elétrico’. Será que a empresa distorceu fatos ou suprimiu informações ao mercado? Pouco provável, já que isso é crime. Então, devemos supor que faz isso com seus trabalhadores.

“Por fim, vale lembrar que a produtividade dos trabalhadores aumentou muito nos últimos (conforme explicamos no Desbalanço Social da Copel). Isso, claro, melhorou os indicadores econômicos, financeiros e operacionais da Copel. Mas os empregados não tiveram sua parte nisso. Lembro: a Copel distribui atualmente apenas 13% da sua riqueza aos empregados, embora esse indicador já tenha chegado a 18%, em anos anteriores.

“É uma pena que uma empresa premiada que gosta de se apresentar como referência no setor continue a se esquecer de seu ‘padrão de excelência’ apenas na hora de negociar com seus trabalhadores.”

15/10/2012 - COMUNICADO SINDENEL – COPEL – ACT 2012/2013

Sindicatos rejeitam nova “proposta indecorosa” e pedem para que empresa refaça oferta

Em decisão unânime, os 17 sindicatos que elaboraram a pauta unificada para o Acordo Coletivo de Trabalho 2012/13 rejeitaram a proposta apresentada pela Copel, e disseram que só voltam a se reunir com a direção quando houver disposição para se atender às reivindicações dos trabalhadores.

“Não vamos levar essa proposta aos trabalhadores, porque ela não está de acordo com o que eles desejam”, resumiu Ivan Soares, presidente do Stiecp e coordenador na mesa de negociações. A decisão teve apoio dos sindicatos que representam as categorias diferenciadas.

Nesta quinta-feira (11), a Copel pouco avançou em relação à proposta que apresentara no dia anterior. “A empresa não tem condições de dar ganho real. Ele seria muito ruim pra a empresa administrar”, justificou o superintendente de Recursos Humanos, Luiz Carlos Cavanha, um dos representantes da direção na mesa de negociações.

Estamos fora do orçamento da Copel?

O representante disse, ainda, que um aumento real causaria “gastos acima do previsto no orçamento”, que precisariam ser justificados pela direção. “Isso deixa uma pergunta: o reajuste salarial dos empregados não é previsto no orçamento?”, questionou Paulo Sérgio Rodrigues, presidente do Sindel.

“O orçamento de gestão foi fechado na semana passada, quando a direção já tinha nossa pauta de reivindicações nas mãos”, lembrou Leandro Grassmann, diretor do Senge-PR.

Um discurso para o acionista, outro para o empregado

Para justificar sua recusa em atender às reivindicações dos trabalhadores, os representantes da direção apresentam um cenário preocupante e incerto para o futuro. A culpa, para a empresa, é das novas regras do setor elétrico.

Mas veja só: em comunicado ao mercado acionário emitido em 12 de setembro, o diretor de Finanças, Relações com Investidores e de Controle de Participações, Ricardo Portugal Alves, já afirmava que a Copel não verificou “impactos relevantes [das novas regras do setor elétrico] sobre nossas atividades”.

Esse é um ponto importante. Pelas regras da Comissão de Valores Mobiliários, a Copel cometeria crime se mentisse aos investidores do mercado acionário. Como acreditamos totalmente na honestidade da atual direção, estamos certos de que o comunicado representa a verdade.

Mas, se participasse das negociações do ACT 2012/13, qualquer acionista ouviria dos representantes da Copel um cenário bem diferente daquele apresentado no comunicado. Poderia até desejar se desfazer rapidamente de seus papéis.

Pensemos um pouco: se temos claro que a direção Copel foi verdadeira com seus acionistas, por consequência não é transparente com seus empregados. O Dieese demonstrou que há condições para um aumento real. Mais que isso – os trabalhadores exigem aumento real, e os sindicatos não levarão a assembleia uma proposta em que ele esteja ausente.

“Tem de haver ganho real. Se num momento de inflação baixa, como agora, a Copel não quer discuti-lo, quando será o momento?”, questionou Jonas Braz, diretor do Steem. “O que a empresa apresentou não atende o que queremos. Já havíamos dito aos trabalhadores que levaríamos o tempo necessário para apresentar uma proposta às assembleias. Vamos convocar os trabalhadores para conversarmos e nos mobilizarmos”, disse Alexandre Martins, presidente do Sindenel.

Copeliano: agora é hora de nos mantermos unidos e mobilizados, Aguarde por notícias e informações de seu sindicato. Lembre-se: a pressa não nos favorece. Por outro lado, a união irá nos levar a um Acordo Coletivo que, finalmente, faça jus ao que merecemos.

08/10/2012 - COMUNICADO SINDENEL – COPEL – ACT 2012/2013

         CAMPANHA SALARIAL UNIFICADA

Hoje, 08/10, estamos reunidos com os demais sindicatos representativos dos trabalhadores da COPEL discutindo a estratégia e preparando a defesa dos pleitos aprovados pelos Copelianos. Amanhã iniciará a negociação do Acordo Coletivo de Trabalho entre os sindicatos e a COPEL. Vamos ficar atentos as notícias e mobilizados na campanha salarial.

Acompanhem as notícias no site e no facebook. Após as negociações, começará as assembléias unificadas para discussão e deliberação da categoria. Quem decide é o TRABALHADOR. Os votos de todas as assembléias serão unificados e o resultado será único para todos os trabalhadores da COPEL. Participe ativamente da Campanha Salarial Unificada, só assim estaremos fortalecidos nesta luta.

01/10/2012 - PAUTA UNIFICADA DO ACT 2012/2013 - ITAIPU BINACIONAL

PAUTA UNIFICADA DO ACT 2012/2013
Trabalhadores (as) da ITAIPU Binacional :
 Leiam
Pauta Unificada do ACT 2012/2013

 

26/09/2012 - Seminário sobre ENERGIA SOLAR FOTOVOLTAICA

Seminário sobre ENERGIA SOLAR FOTOVOLTAICA
A geração de energia está com uma tendência cada vez maior por novas fontes de origem limpa, e daí por diante a distribuição é a mesma. Esta é uma oportunidade para o enriquecimento do conhecimento técnico dos trabalhadores do setor , bem como o despertar para novas tecnologias.

18/09/2012 - Assembléia ITAIPU

ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA

ACT 2012/2013

EMPREGADOS DA ITAIPU BINACIONAL DE CURITIBA



O Diretor Presidente do SINDENEL, no uso de suas atribuições estatutárias, convoca todos os empregados da ITAIPU Binacional de sua base territorial, filiados ou não ao sindicato, para se reunirem em Assembléia Geral Extraordinária no dia 18/9/2012 (terça-feira), no Auditório da sede da ITAIPU Binacional, sito à Rua Comendador Araújo, 551, nesta capital, sendo às 17:00 horas, em primeira chamada, com 2/3 dos representados, ou às 17:30 horas,  em segunda chamada, com qualquer número de presentes, a fim de deliberar sobre a seguinte ORDEM DO DIA:

1.    Apresentação, discussão e Aprovação da Pauta Reivindicatória dos empregados visando a renovação do Acordo Coletivo de Trabalho – ACT,  para o período 2012/2013;
2.    Deliberação e aprovação da categoria para unificação da pauta com os demais sindicatos;
3.     Assuntos diversos
 

Curitiba, 14 de setembro de 2012

Alexandre D. Martins
Diretor Presidente
SINDENEL

 

25/08/2012 - PAUTA UNIFICADA DOS EMPREGADOS DA COPEL - ACT 2012/2013

08/08/2012 - COMEÇOU A CAMPANHA SALARIAL NA COPEL

 APROVADA PAUTA DE REIVINDICAÇÕES DOS TRABALHADORES DA COPEL

Os trabalhadores eletricitários da Copel reuniram-se ontem, dia 07 de agosto, na sede do Sindenel e após amplo debate e avaliação, aprovaram os pleitos que vão estar contidos na pauta de reivindicações da categoria para o Acordo Coletivo de Trabalho – ACT 2012/13.

Também foram aprovados pela plenária dos trabalhadores os seguintes itens;

Item 01 Aprovação da Unificação da Pauta de Reivindicação da categoria representada pelo SINDENEL com as pautas aprovadas pelas seguintes Entidades Sindicais: SINDEL; SINDENEL; SINEFI; SINDELPAR; SIEMCEL; SINTEC-PR; STIECP; SENGE-PR; SINTESPAR; SINEL; SINDESPAR; SINDECON; SINAP; SINAEP; SINDIB; SICONTIBA; SINDASP; SINSEPAR; e STEEM que, igualmente, representam os trabalhadores da Copel em suas respectivas categorias e/ou bases territoriais, que será entregue à Empresa;

 

Item 02 Realização das próximas Assembléias Gerais Extraordinárias, relativas à Campanha Salarial do Acordo Coletivo de Trabalho - ACT – 2012/2013, em conjunto com as demais Entidades Sindicais que compõem a Campanha Salarial Unificada do ACT–2012/2013, declinadas no item 02 deste edital.

 

Item 03 Aprovação do regime de votação de forma secreta, com a utilização de cédula de votação, que deverão ser depositadas em urnas lacradas, contendo a respectiva numeração do lacre, as quais deverão ser abertas juntamente com as demais urnas das demais entidades sindicais relacionadas no item 2 supra, na cidade de Curitiba-PR, após o encerramento de todas as respectivas Assembléias Gerais Extraordinárias – AGE´s dos Sindicatos que compõem a Campanha Salarial Unificada do ACT–2012/2013.

 

Item 04 Aprovação para a utilização de urnas itinerantes de coleta de votos nos locais de difícil deslocamento dos trabalhadores.

 

Item 05 Aprovação para o escrutínio dos votos coletados durante as Assembleias Gerais Extraordinárias em conjunto com todos os demais votos das Entidades Sindicais que compõem a Campanha Salarial Unificada do ACT-2012/2013, conforme relacionado no item 02 deste edital.

 

Item 06 Deliberação para que o SINDENEL celebre o Acordo Coletivo de Trabalho – ACT – 2012/2013, único, com abrangência de todos os Sindicatos que compõem a Campanha Salarial Unificada do ACT–2012/2013, conforme descrito no item 02 deste edital.

 

Item 07 Autorização para que o SINDENEL negocie diretamente com a Companhia Paranaense de Energia – Copel ou solicite intermediação junto ao Ministério Público do Trabalho, bem como suscite Dissídio Coletivo de Trabalho junto ao Tribunal Regional do Trabalho da 9ª região;

 

Item 08 Fixação de Contribuição Confederativa para todos os empregados conforme Artigo 8º, Inciso IV da Constituição Federal, em favor do SINDENEL.

02/08/2012 - COMUNICADO SINDENEL - DOBREVE

Prezados empregados da DOBREVE,

Em assembléia na última sexta-feira, 27 de julho, os empregados da DOBREVE aprovaram por ampla maioria a contraproposta da empresa visando o fechamento do ACT 2012/2013, com aplicação retroativa a primeiro de junho, data-base da categoria.
Assim sendo estaremos, na sequencia, assinando o documento com os prepostos da empresa e encaminhando copia do Acordo Coletivo a todos os empregados da DESA.
Foi aprovada, também, cláusula de desconto assistencial ao sindicato de 1% (um por cento) do salário base a ser descontado no  salário de agosto/12, ficando garantido carta de oposição nas seguintes condições:
- apresentação da carta num prazo de 10 dias da assembléia (30 de julho a 8 de agosto);
- carta manuscrita de próprio punho, com entrega pessoal no sindicato, em horário comercial, sendo das 8 as 12 e das 13h30 as 17h30;
- O endereço do Sindenel é Rua Prof. Ulisses Vieira, 1515 - Bairro Santa Quitéria, fone : (41) 3019 5161.

Saudações sindicais,

Diretoria do Sindicato dos Eletricitários de Curitiba - SINDENEL

24/07/2012 - COMUNICADO SINDENEL - COPEL

ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA

EMPREGADOS DA COPEL

O Diretor Presidente do SINDENEL, no uso de suas atribuições estatutárias, convoca todos os empregados da Companhia Paranaense de Energia - COPEL, de sua base territorial, filiados ou não ao sindicato, para se reunirem em Assembléia Geral Extraordinária no dia 07/08/2012 (terça-feira), na Sede do SINDENEL, sito à rua : Prof. Ulisses Vieira 1515, Santa Quitéria, sendo às 18:00 horas, em primeira chamada, com o número regulamentar de presentes, ou às 18:30 horas, em segunda chamada, com qualquer número de presentes, a fim de deliberar sobre a seguinte ORDEM DO DIA:

Item 01 – Discussão e deliberação da Pauta de Reivindicação para a formalização do Acordo Coletivo de Trabalho – ACT–2012/2013;

Item 02 – Aprovação da Unificação da Pauta de Reivindicação da categoria representada pelo SINDENEL com as pautas aprovadas pelas seguintes Entidades Sindicais: SINDEL; SINDENEL; SINEFI; SINDELPAR; SIEMCEL; SINTEC-PR; STIECP; SENGE-PR; SINTESPAR; SINEL; SINDESPAR; SINDECON; SINAP; SINAEP; SINDIB; SICONTIBA; SINDASP; SINSEPAR; e STEEM que, igualmente, representam os trabalhadores da Copel em suas respectivas categorias e/ou bases territoriais, que será entregue à Empresa;
 
Item 03 – Realização das próximas Assembléias Gerais Extraordinárias, relativas à Campanha Salarial do Acordo Coletivo de Trabalho - ACT – 2012/2013, em conjunto com as demais Entidades Sindicais que compõem a Campanha Salarial Unificada do ACT–2012/2013, declinadas no item 02 deste edital.
 
Item 04 – Aprovação do regime de votação de forma secreta, com a utilização de cédula de votação, que deverão ser depositadas em urnas lacradas, contendo a respectiva numeração do lacre, as quais deverão ser abertas juntamente com as demais urnas das demais entidades sindicais relacionadas no item 2 supra, na cidade de Curitiba-PR, após o encerramento de todas as respectivas Assembléias Gerais Extraordinárias – AGE´s dos Sindicatos que compõem a Campanha Salarial Unificada do ACT–2012/2013.

Item 05 – Aprovação para a utilização de urnas itinerantes de coleta de votos nos locais de difícil deslocamento dos trabalhadores.

Item 06 – Aprovação para o escrutínio dos votos coletados durante as Assembleias Gerais Extraordinárias em conjunto com todos os demais votos das Entidades Sindicais que compõem a Campanha Salarial Unificada do ACT-2012/2013, conforme relacionado no item 02 deste edital.

Item 07 – Deliberação para que o SINDENEL celebre o Acordo Coletivo de Trabalho – ACT – 2012/2013, único, com abrangência de todos os Sindicatos que compõem a Campanha Salarial Unificada do ACT–2012/2013, conforme descrito no item 02 deste edital.

Item 08 – Autorização para que o SINDENEL negocie diretamente com a Companhia Paranaense de Energia – Copel ou solicite intermediação junto ao Ministério Público do Trabalho, bem como suscite Dissídio Coletivo de Trabalho junto ao Tribunal Regional do Trabalho da 9ª região;

Item 09 – Fixação de Contribuição Confederativa para todos os empregados conforme Artigo 8º, Inciso IV da Constituição Federal, em favor do SINDENEL.

Curitiba, 23 de julho de 2012.


Alexandre Donizete Martins
  Diretor Presidente
   SINDENEL

02/07/2012 - COMUNICADO SINDENEL - ELETROSUL

 Está decidido! Trabalhadores da Eletrosul vão paralisar suas atividades

Em assembléias realizadas pela direção do Sindenel na sexta-feira, 29/06, com trabalhadores eletricitários da Eletrosul nas bases de Curitiba, Laranjeiras, Guarapuava e Areia, onde após a apresentação da contraproposta da Eletrobras para renovação do Acordo Coletivo de Trabalho 2012/13, os eletricitários reprovaram a contraproposta da empresa por estar muito abaixo dos pleitos encaminhados pela categoria para negociação. 

Em face da atual postura da Eletrobras em não possibilitar com sua conduta uma negociação justa das propostas apresentadas pela categoria eletricitária, os trabalhadores votaram a favor da paralisação das atividades de trabalho nos dias 4, 5 e 6 do corrente em todas as bases do Sindenel.

Ficou também aprovado pelas assembléias o indicativo de greve por tempo indeterminado a partir de 16 de julho caso a direção da Eletrobras não negocie com as entidades sindicais uma proposta digna que contemple o ganho real, PLR, plano de saúde aos aposentados, PCR entre outros pleitos.
 

02/07/2012 - COMUNICADO SINDENEL - COMPAGAS - ACT 2012/2013

Prezados empregados da COMPAGAS

 

 

 

 

 

 

 

 

Em um momento histórico dos trabalhadores da COMPAGAS representados pelos sindicatos SENGE, SINTEC, SINAEP e SINDENEL persistiu o impasse quanto aos destinos do ACT 2012/2013.

 

 Em 2 votações realizadas na entrada da sede da empresa na Rua Pasteur 463, Batel, houve, em ambas, o empate quanto ao número de SIMs, favorável à proposta da empresa e a quantidade de NÃOs, contrária ao aceite da proposta.Em face do impasse será realizada uma nova assembléia, em data ainda a ser confirmada, para que os empregados, uma vez mais, decidam de forma soberana, sobre o ACT 2012/2013.É importante destacar a

maturidade dos empregados e empregadas da COMPAGAS que votaram de forma livre e consciente, cujo resultado, em dupla votação, expressou esse sentimento.

Solicitamos que mantenham a UNIDADE quanto aos encaminhamentos e atendam o chamamento dos SINDICATOS para a próxima assembléia.

Parabéns a todos e a todas pela manifestação democrática, exercendo de forma livre a sua vontade.

Diretoria do Sindicato dos Eletricitários de Curitiba - SINDENEL

 

 

29/06/2012 - COMUNICADO SINDENEL - COMPAGAS - ACT 2012/2013

Trabalhadores e trabalhadoras da COMPAGAS, 

Em reunião ocorrida nesta data, 29/06, entre os sindicatos SENGE, SINTEC, SINAEP e SINDENEL, com os prepostos da empresa, uma nova proposta foi feita pela empresa para deliberação da categoria na assembleia agendada para às 12:00h do dia 02/07 (segunda-feira), em frente a sede da Compagas.

Além dos valores anteriormente apresentados e das cláusulas administrativas, houve evolução em dois itens:

  • Abono especial de R$ 2.400,00 + 1,16 salários (sobre os salários de 2011);
  • Aumento real de 2 % sobre os salários de 2011.

Participem da Assembleia conjunta dos sindicatos e decida o futuro do ACT 2012/2013. 

Diretoria do Sindicato dos Eletricitários de Curitiba - SINDENEL

28/06/2012 - COMUNICADO SINDENEL - COMPAGAS - ACT 2012/2013

Trabalhadores e trabalhadoras da COMPAGAS, 

Em assembléia conjunta os trabalhadores da COMPAGAS representados pelos sindicatos SENGE, SINTEC, SINAEP e SINDENEL, recusaram a proposta da empresa e deliberaram por um indicativo de GREVE.

Em face do encaminhamento, na próxima segunda-feira, 02 julho, às 12 horas, está confirmada nova assembléia às 12 horas, na entrada da empresa, para deliberar sobre o movimento paredista ou a apresentação e discussão de uma nova contraproposta da COMPAGAS, se houver.

Considerando o resultado desta AGE conjunta ressaltamos que o momento é de UNIDADE de todos os empregados, independentemente de qual SINDICATO seja o trabalhador ou trabalhadora representado.

Cordiais saudações, 

Diretoria do Sindicato dos Eletricitários de Curitiba - SINDENEL

21/06/2012 - GRUPO ELECTRA

ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA 

ACT 2012/2013 

EMPREGADOS DA ELECTRA COMERCIAL. DE ENERGIA LTDA E ELECTRA GERENCIAMENTO DE INFORMAÇÕES LTDA 

O Diretor Presidente do SINDENEL, no uso de suas atribuições estatutárias, convoca todos os empregados da ELECTRA, de sua base territorial, filiados ou não ao sindicato, para se reunirem em Assembléia Geral Extraordinária no dia 22/06/12 (sexta-feira), no auditório da sede da empresa sito à Rua Sete de Setembro, 4476, às 14:30 horas, em primeira chamada, com o número regulamentar de presentes, ou às 15:00 horas, com qualquer número de presentes, a fim de deliberar sobre a seguinte ORDEM DO DIA: 

1.         Apresentação e deliberação pelos empregados da proposta da ELECTRA visando a renovação do Acordo Coletivo de Trabalho – ACT,  para o período 2012/2013;

2.                    Assuntos Diversos. 

Curitiba, 20 de junho de 2012 

Alexandre D. Martins

Diretor Presidente

SINDENEL

21/06/2012 - GRUPO ELECTRA

ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA 

ACT 2012/2013 

EMPREGADOS DA ELECTRA POWER GERAÇÃO DE ENERGIA LTDA

E ELECTRA PARTICIPAÇÕES LTDA. 

O Diretor Presidente do SINDENEL, no uso de suas atribuições estatutárias, convoca todos os empregados da ELECTRA, de sua base territorial, filiados ou não ao sindicato, para se reunirem em Assembléia Geral Extraordinária no dia 21/06/12 (sexta-feira), no auditório da sede da empresa sito à Rua Sete de Setembro, 4476, às 15:30 horas, em primeira chamada, com o número regulamentar de presentes, ou às 16 horas, com qualquer número de presentes, a fim de deliberar sobre a seguinte ORDEM DO DIA: 

1.         Apresentação e deliberação pelos empregados da proposta da ELECTRA visando a renovação do Acordo Coletivo de Trabalho – ACT,  para o período 2012/2013;

2.                    Assuntos Diversos. 

Curitiba, 20 de junho de 2012 

Alexandre D. Martins

Diretor Presidente

SINDENEL

20/06/2012 - COMUNICADO SINDENEL - COMPAGAS - ACT 2012/2013

Prezados empregados e empregadas da COMPAGAS,

Na manhã de ontem, 19 de junho, os sindicatos SENGE, SINDENEL, SINTEC e SINAEP estiveram reunidos, uma vez mais, com os representantes da COMPAGAS na busca de uma proposta de ACT minimamente defensável perante os empregados representados.

 Proposta anterior:

- Reposição integral da inflação pelo INPC de 4,97%;

- Ganho real de 0,98%;

- Reajuste do Vale-Alimentação de R$ 530 para R$ 600;

- Reajuste do Auxílio-Creche de R$ 230 para R$ 300;

- Abono de R$ 1.000 linear para todos os empregados;

- Contratação de cláusula de auxílio à empregados com dependentes que possuam necessidades especiais (cláusula a ser redigida)

- Manutenção das conquistas anteriores

 Nova proposta:

- Inclusão de cláusula no ACT que permita a discussão de assuntos referentes à mudança de sede (a empresa informa que já possui uma Comissão discutindo o assunto). Os sindicatos solicitam a inclusão de representantes dos empregados na Comissão;

- Inclusão de cláusula no ACT com previsão de reenquadramento salarial, com critérios ainda a serem definidos e implementação até o mês de dezembro/2012;

- Alteração da proposta de aumento real dos salários de 0,98% para 1,25%, sendo este percentual passível de dedução no reenquadramento salarial a ser implementado até dezembro/2012.

  Em face do acanhado avanço na proposta da Empresa os SINDICATOS a rechaçaram em mesa e solicitaram aos negociadores que levasse à direção da COMPAGAS uma derradeira tentativa antes da nova assembléia, como segue:

- Melhoria no percentual de ganho real que beneficia todos os empregados, desatrelado do plano de reenquadramento salarial que irá beneficiar somente parte dos colaboradores;

- Melhoria no valor de abono de data-base.

 Diante do pedido dos SINDICATOS os prepostos da empresa informaram que irão se reunir com a direção da COMPAGAS até quinta-feira, 21 de junho, para uma resposta final aos sindicatos.

 

Empregados e empregadas da COMPAGAS,

 A data-base é o momento de buscar os avanços econômicos auferidos pela COMPAGAS e consolidar os ganhos conquistados por outras categorias que servem de referencia.

MOBILIZE-SE e PARTICIPE da assembléia que, na sequência,  irá decidir a proposta da empresa.

 A HORA DE DECIDIR É AGORA!!!

Diretoria do Sindicato dos Eletricitários de Curitiba - SINDENEL

 

18/06/2012 - COMUNICADO SINDENEL - COMPAGAS - ACT 2012/2013

Prezados empregados e empregadas da  COMPAGAS,

A empresa convocou os SINDICATOS para mais uma reunião amanhã, terça-feira, 19 de junho, às 9h30, em sua sede, para apresentar uma nova proposta visando o fechamento do ACT 2012/2013. Considerando que, após a última reunião no dia 04/06/12,  a COMPAGAS  assumiu o compromisso de envio aos SINDICATOS de uma proposta escrita, cobramos nesta manhã do RH da empresa tal documento.

Manteremos os empregados informados do andamento das negociações e solicitamos que se mantenham atentos à necessidade de uma efetiva MOBILIZAÇÃO das categorias diante da pouca resolutividade das reuniões.

Atenciosamente,

Diretoria do Sindicato dos Eletricitários de Curitiba - SINDENEL 

14/06/2012 - Nova Diretoria da CNTI mantém compromisso com o sistema confederativo

Nova Diretoria da CNTI

Na noite desta terça-feira (29/05) tomou posse a nova diretoria da Confederação Nacional dos Trabalhadores na Indústria - CNTI para o mandato de 2012 a 2015. No ato de posse o Sr. José Calixto Ramos, presidente da CNTI, agradeceu a confiança depositada nesta nova diretoria, reafirmando o compromisso de continuar a luta em prol dos trabalhadores representados, da sociedade e da própria nação. Reafirmou também, o compromisso de defender intransigentemente o sistema confederativo de representação sindical, com base no artigo 8º da Constituição Federal.
 
O presidente reeleito fez um emocionado relato acerca da sua trajetória, desde a infância difícil no estado de Pernambuco, até os dias de hoje, valorizando as amizades sinceras conquistadas ao longo dos anos, frisando ainda, o respeito e a ética, marcas registradas que fizerem da CNTI um sinônimo de luta pelos direitos dos trabalhadores industriários brasileiros.
 
Na ocasião, dentre outras personalidades, fizeram-se presentes os Srs. Alceu Moreira - Deputado Federal PMDB-RS; Paulo Pereira da Silva - Deputado Federal PDT-SP; João Dado - Deputado Federal PDT-SP; José Lopes Feijóo - Assessor Especial da Secretaria Geral da Presidência da República; Omar José Gomes, Presidente da CNTTT e Vice-Presidente da Nova Central; Moacyr Roberto Tesch Auresvald - Presidente da CONTRATUH e Secretário-Geral da Nova Central; Miguel Torres - Presidente Interino da Força Sindical; Levi Fernandes Pinto - Presidente CNTC; André Luiz Granzioli - Secretário de Relações do Trabalho Adjunto – M.T.E; Oswaldo Augusto de Barros - Diretor da CNTEEC; Francisco Chagas Costa - Presidente CONTRICOM; Stanley Gacek - Diretor Adjunto da OIT no Brasil; João Rodrigues Filho - Vice-Presidente da CNTS; Fernando Borges - Diretor de Finanças da CSPB; José Augusto da Silva Filho, Coordenador Nacional do FST e Lourenço Ferreira do Prado - Presidente da CONTEC, que na ocasião presidiu a mesa e deu posse a nova diretoria. 

(Fonte: NCST)

Alexandre Donizete Martins do Sindenel é empossado 1° Secretário da CNTI na 1° Secretária da Região Sul

 

 

31/05/2012 - COMUNICADO SINDENEL - COPEL

ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA 

EMPREGADOS DA COPEL 

O Diretor Presidente do SINDENEL, no uso de suas atribuições estatutárias, convoca todos os empregados da Companhia Paranaense de Energia - COPEL, de sua base territorial, filiados ou não ao sindicato, para se reunirem em Assembléia Geral Extraordinária no dia 04/06/2012 (segunda-feira), na Sede do SINDENEL, sito à rua : Prof. Ulisses Vieira 1515, Santa Quitéria, sendo às 17:30 horas, em primeira chamada, com o número regulamentar de presentes, ou às 18:30 horas, em segunda chamada, com qualquer número de presentes, a fim de deliberar sobre a seguinte ORDEM DO DIA: 

1.               Discussão e deliberação pelos empregados da COPEL para ajuizamento de medida judicial referente ao pagamento do DSR – Descanso Semanal Remunerado;

2.            Discussão e deliberação pelos empregados da COPEL para ajuizamento de medida judicial referente ao divisor 200 – horas extras;

3.            Discussão e deliberação pelos empregados da COPEL para ajuizamento de medidas judiciais referentes a outras ações judiciais;

4.            Discussão e deliberação pela categoria dos honorários advocatícios e periciais em caso do ajuizamento de medida judicial referente aos itens 1, 2 e 3 deste edital;

5.            Discussão e deliberação pela categoria de alteração no valor do teto da mensalidade sindical;

6.            Assuntos gerais.

Curitiba, 31 de maio de 2012. 

Alexandre Donizete Martins

Diretor Presidente

SINDENEL

18/05/2012 - COMUNICADO SINDENEL - COMPAGAS - ACT 2012/2013

Prezados Trabalhadores e Trabalhadoras da Compagas :

Foi agendada nova rodada de negociação referente ao ACT 2012/2013 para o dia 23/5 (quarta-feira) às 10:00h. Após a reunião estaremos divulgando a proposta da empresa e os encaminhamentos do sindicato.
Fiquem atentos e mobilizados, pois somente unidos chegaremos as conquistas.

SINDENEL
Sindicato dos Eletricitários de Curitiba

14/05/2012 - COMUNICADO SINDENEL - COMPAGAS - ACT 2012/2013

Prezados empregados da COMPAGAS,


Na reunião da ultima sexta-feira, 11 de maio, entre os representantes da COMPAGAS e SINDICATOS tivemos alguns avanços referentes ao ACT 2012/2013, a saber:

-Concessão de 0,5 (meio por cento) de ganho real, além da inflação de 4,97%;
-Reajuste do Vale-alimentação dos atuais R$ 530 para R$ 600, sendo mantido o 13º  vale em dezembro;
-Reajuste do Auxílio-creche dos atuais R$ 230 para R$ 300;


Considerando que os avanços ficaram aquém do esperado pelos SINDICATOS e que não refletem o conjunto reivindicatório que contém, também, outras cláusulas sociais e administrativas, nova reunião deverá ocorrer esta semana buscando o fechamento consensual entre as partes.
Por outro lado, a COMPAGAS, solicitou que a CLÁUSULA de empréstimo para empregados afastados por enfermidade seja reduzida dos atuais 70% de sua remuneração para 50% e que a concessão seja limitada a 2 meses.
Diante da atual situação das negociações o SINDENEL solicita que os empregados mantenham-se atentos ao desenrolar das negociações.


Diretoria do SINDENEL

10/05/2012 - AÇÃO DO SINDENEL RELATIVA A PLR DOS TRABALHADORES DA COPEL

COPEL - PLR de gerente tem que ser igual a dos demais trabalhadores 

PLR de gerente tem que ser igual a dos demais trabalhadores

TST estende a todos os empregados os lucros distribuídos a gerentes. Dessa forma, a Terceira Turma do Tribunal Superior do Trabalho manteve decisão do TRT do Paraná determinando que a COPEL (Companhia Paranaense de Energia) estenda a todos os seus funcionários a distribuição de R$ 3 milhões antes restritos a 242 gerentes e administradores, a título de participação em lucros ou resultados.

A COPEL, cumprindo acordo coletivo, já havia distribuído a todos os funcionários – inclusive aos gerentes e administradores – o montante de R$ 15,5 milhões a título de participação nos lucros. Posteriormente, a assembléia-geral da empresa decidiu a distribuição de mais R$ 3 milhões apenas aos gerentes e administradores, baseando-se no artigo 152 da Lei nº 6.404/76 (Lei das S/A), que permite à assembléia-geral fixar montante global ou individual de remuneração de seus administradores.

O Ministério Público do Paraná e os Sindicatos dos Engenheiros no Estado do Paraná e dos Empregados em Concessionárias dos Serviços de Geração, Transmissão, Distribuição e Comercialização de Energia Elétrica de Curitiba recorreram à Justiça do Trabalho buscando sustar a distribuição.

A alegação era a de que, em se tratando de empresa de economia mista, da administração indireta do Estado, caberia a seus administradores observar a supremacia do direito público, legalidade, finalidade, razoabilidade, proporcionalidade, motivação, impessoalidade, publicidade, moralidade administrativa, controle judicial dos atos administrativos e responsabilidade do Estado por tais atos.

 A Vara do Trabalho concedeu liminar neste sentido, entendendo ter a empresa deliberado o fato unilateralmente e violado o princípio da isonomia, estabelecendo privilégios a determinados empregados em detrimento de outros.

A COPEL recorreu então ao TRT do Paraná (9ª Região) invocando o artigo 152 da Lei das S/As. O Regional, porém, determinou a distribuição dos R$ 3 milhões a todos os servidores, indistintamente, observando que os administradores mencionados na Lei das S/As não são empregados da empresa, e sim membros da diretoria, eleitos por assembléia-geral, sem vínculo de emprego. No caso, os beneficiados com a distribuição eram gerentes de níveis 5 a 7, e só poderiam receber participação nos lucros ou resultados como os demais empregados.

A Terceira Turma não conheceu do recurso da COPEL à decisão do Regional, mantendo a distribuição dos lucros a todos os funcionários da empresa. A relatora, juíza convocada Eneida Correia de Araújo, observou em seu voto que o TRT não considerou ilegal o ato de conceder novo lucro a seus empregados por ato unilateral, mas sim a restrição da concessão a determinadas categorias com base em fundamentos não adequados. ‘A decisão do TRT demonstra que o comportamento do empregador em conceder o lucro em nova modalidade somente estaria em consonância com o princípio da moralidade caso não ofendesse os princípios da justiça e eqüidade, e, portanto, da isonomia’, disse a juíza em seu voto.

08/05/2012 - DIRETORIA DA COPEL PRETENDE TIRAR O LANCHE DOS TRABALHADORES

Quando pensávamos que já havia esgotado o arsenal de decisões que prejudicam o trabalhador da Copel, tais como, diminuição da PLR, plano de cargos que não contemplam todos os trabalhadores, demissões imotivadas, distribuição de empréstimo a fundo perdido para o setor privado, compra de avião para uso do governo, etc., eis que surge um novo fato.
Agora a direção da Copel pretende suspender a partir deste mês a distribuição do lanche que é servido aos trabalhadores nas diversas áreas da empresa, mesmo sabendo que em determinadas lugares não existe serviço que comercialize lanche como usinas, subestações e certos locais de plantão dos eletricistas.

O Sindenel solicitará esclarecimentos sobre qual a motivação para esta decisão e se esta decisão de só servir café e água se estende também há sede da empresa.
Trabalhador eletricitário, o sindicato tomará todas as medidas necessárias para garantir que sejamos tratados com respeito e não permitiremos a retirada sumária de direitos dos trabalhadores que foram conquistados ao longo de anos.

 

08/05/2012 - Reunião sobre o Setor de Teleatendimento da Copel

Realizamos na sexta-feira, 4 de abril, reunião com os representantes da Copel para apresentação das reivindicações dos trabalhadores do setor de teleatendimento, tais como:
- Substituição de equipamentos danificados, cadeiras, fones, monitores, etc;
- Metas em desacordo com os procedimentos adotados em outras áreas;
- Pressão para atingimento de metas;
- Punições imotivadas;
- Mudança para o novo prédio já adequado funcionalmente para receber o setor de teleatendimento;
- Além de outros temas do setor encaminhados pelos trabalhadores da área.
A empresa ouviu, argumentou e se comprometeu a ajustar algumas situações de imediato e solicitou um tempo para realizar averiguações no setor para verificar a razão de certas ocorrências.

Os dirigentes do Sindenel acataram o pedido para nova reunião em breve com o posicionamento da empresa sobre o conjunto das reivindicações apresentadas formalmente e tão logo tenhamos estas respostas faremos a convocação dos trabalhadores do teleatendimento para reunião na sede do Sindenel para avaliação do resultado e se será necessário novos encaminhamentos e/ou outras medidas

03/05/2012 - Reunião sobre segurança do trabalho com a Copel

Dirigentes sindicais que representam os trabalhadores da Copel estão reunidos com representantes da Copel das áreas de segurança, medicina ocupacional e recursos humanos para tratativas sobre  segurança e medicina ocupacional na empresa, tais como:

- Esclarecimentos e providências sobre os acidentes graves e fatais com trabalhadores da empresa e terceirizados;

- Participação das entidades sindicais nas CIPAS;


- Uniformes adequados para leituristas, eletricistas e outros;


- Vestimenta anti-chamas adequadas para mulheres em atividades de risco elétrico;


- Levantamento das lesões físicas na atividade de eletricista, leituristas e outros;

- Avaliação psicológicas em atividades que a rotina de trabalho tragam fadiga, stress e/ou risco;


- Implantação de melhorias nas condições de trabalho dos profissionais da área médica,  como segue:

 

-  Contratação de mais profissionais para a atividade;

 

-  Exclusão da atividade de perito judicial para os médicos do trabalho;

 

-  Concessão de adicional de insalubridade para todos os profissionais;

 

-  Emissão anual do PPP (Perfil Profissiográfico Profissional) aos médicos;

 

- Limitação do número de consultas na proporção de 1 (uma) consulta a cada trinta minutos.

 

 

03/05/2012 - Copel: uma gestão voltada para os abastados

As decisões emanadas pela direção da Copel têm surpreendido a todos os grupos organizados que representam os interesses coletivos, quer sejam da sociedade paranaense, quer sejam dos trabalhadores.

A nova direção divulga para a imprensa o excelente resultado de lucratividade da Copel fruto da dedicação de cada empregado da empresa que não mede esforços para manter a confiabilidade e qualidade da energia entregue aos consumidores.

E para surpresa dos consumidores e trabalhadores da Copel os lucros são utilizados da seguinte forma:

- Doação de 24,7 milhões para ser utilizado na Arena da Baixada;

- R$16,9 milhões utilizados na compra de um avião;

- Diminuição no valor da PLR dos empregados em mais de 50%,

- Aumento do valor a ser distribuído aos acionistas em 10%;

- Implementação de PCS que não contempla os empregados com mais tempo de serviço na empresa;

E segundo informações que chegam ao sindicato isto é só o começo.

No entanto nós não vamos aceitar passivamente o que esta sendo feito na empresa pública que é orgulho e patrimônio do povo paranaense.

03/05/2012 - Sindenel participa de reunião no Ministério da Justiça

Defesa do Consumidor e o movimento sindical em parceria inédita
 
 
Parceria inédita do Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor (DPDC) do Ministério da Justiça com movimentos sindicais de trabalhadores de energia, água, lixo e meio ambiente e com a Federação Nacional dos trabalhadores em Energia, Água e Meio Ambiente (Fenatema) buscará a formação de trabalhadores mais conscientes em direitos do consumidor.
 
Durante reunião realizada no Ministério da Justiça na quarta-feira (25/4), foram definidos quatro eixos de atuação conjunta. O primeiro é a realização de curso, por meio da Escola Nacional de Defesa do Consumidor, para formar multiplicadores dentro dos sindicatos e da federação. Em seguida, serão compartilhados os conhecimentos técnicos dos sindicatos em relação aos serviços de energia, água, lixo e área ambiental que possam afetar a vida dos consumidores.
 
Também serão constituídos grupos de trabalho para discussão de temas como: energia pré-paga, viabilidade de substituição processual em ações de defesa do consumidor. Por fim, serão encaminhadas aos trabalhadores publicações, boletins, periódicos, estudos do DPDC, a fim de informar os sindicalizados sobre seus direitos.
 

 

 
Fonte: Agência de Notícias do Ministério da Justiça

 

16/04/2012 - Comunicado aos trabalhadores da Copel

A muito estamos solicitando à Copel reunião especifica para tratativas de ocorrências na área de segurança e medicina do trabalho e no setor de teleatendimento. 


Na questão segurança nunca aconteceram tantas fatalidades envolvendo trabalhadores como nesta gestão, só neste inicio de ano já ocorreram cinco acidentes com morte  na Copel, dois trabalhadores da Copel e três trabalhadores terceirizados.

Para se ter uma idéia da gravidade da situação de segurança na Copel, no ano de 2011, ocorreram em todo país sete acidentes fatais de trabalhadores do quadro próprio das empresas de energia.

Na medicina do trabalho são três médicos para atender mais de quatro mil trabalhadores em Curitiba e região, o que gera atrasos em todos os exames, admissional, demissional e nos periódicos, contrariando a previsão legal.
 

 


 

No setor de teleatendimento segundo relato dos trabalhadores impera o assédio moral e farta distribuição punições aos empregados. Alguns casos já estão sendo tratados no Ministério Público do Trabalho.

Diante de nossa insistência finalmente a Copel marcou as reuniões que acontecerão no inicio do mês de abril:

- Dia 03/05 Reunião de Segurança e Medicina do Trabalho;

- Dia 04/05 Reunião sobre denuncias do Setor de Teleatendimento.

Trabalhador participe, opine, denuncie.

12/04/2012 - COPEL EMPRESTA DINHEIRO PUBLICO PARA INICIATIVA PRIVADA A FUNDO PERDIDO

quinta-feira, 12 de abril de 2012

 

Luz para todos?

Fonte : Diego Pisante /Gazeta do Povo

Copel investe alto, a fundo perdido, em painéis para captação de energia solar na Arena. Projeto é o único no país a beneficiar uma obra privada

Além de mais de R$ 120 milhões em potencial construtivo (direito de construir além dos limites fixados na Lei de Zoneamento), o Atlético terá outra grande benesse do governo na reforma da Arena da Baixada para a Copa do Mundo de 2014. O clube receberá um empréstimo a fundo perdido (sem previsão de reembolso), da Companhia de Energia Elétrica do Paraná (Copel), com o intuito de instalar painéis para captação de energia solar em seu estádio.

A iniciativa faz parte do Programa de Pesquisa e De­­senvolvimento (P&D) da Agên­­­­cia Nacional de Energia Elé­­trica (Aneel) e custará R$ 24,6 milhões aos cofres públicos.

O projeto, que está em fase final de aprovação, foi selecionado em novembro do ano passado ao lado de outras 16 propostas de várias companhias elétricas do país. De acordo com a Lei n.º 9.991, de 24 de julho de 2000, todas as empresas concessionárias de energia elétrica são obrigadas a aplicar 0,5% de sua receita operacional líquida em ações de combate ao desperdício de energia, chamadas de eficiência energética, na qual a energia solar se enquadra. Mas somente no caso paranaense a aplicação será feita em uma obra privada.

A própria Copel toca paralelamente outra proposta, de mais de R$ 50 milhões, para a captação e distribuição de energia elétrica por fonte solar.

“O projeto não é do Atlé­tico, não foi doado para o Atlé­­tico. É da Copel, da Aneel e do governo federal para bus­­car energia sustentável na Co­­pa do Mundo. O dinheiro é federal, ele já vem carimba­­do e tem de ser aplicado no projeto Copa do Mundo”, diz o secretário municipal de as­­suntos para a Copa, Luiz de Carvalho.

“Para todas as cidades-sede que quiserem, o projeto vai estar disponível. É um dinheiro a fundo perdido, ou seja, sem custo. A experiência e o projeto são da Copel. Só que é um recurso destinado à Copa do Mundo. Como a Arena é o estádio, ela fará parte desse projeto”, completa o secretário.

De acordo com a Aneel, no entanto, não há nenhum vínculo entre essa legislação e o torneio da Fifa, tanto que apenas 12 dos 27 estados brasileiros participarão efetivamente do Mundial e todas as concessionárias precisam investir em eficiência energética.

Procurada pela Gazeta do Povo, a Copel afirmou que só irá se pronunciar sobre o assunto quando as negociações estiverem finalizadas. Já o Atlético, também por intermédio da assessoria de comunicação, disse que não iria participar da entrevista.

Na Bahia, o Estádio de Pi­­tu­­a­­çu, de propriedade do governo do estado, já conta com painéis para transformar a luz do sol em energia elétrica. Situação similar será repetida também nas praças esportivas de Pernambuco e Ceará, ambas públicas e com participação garantida no Mundial de 2014.

Além dos benefícios ecológicos, já que é um recurso renovável e não poluente, o uso de células fotovoltaicas na cobertura do Joaquim Américo irá gerar até 1.000 MWp de eletricidade – equivalente ao consumo de 6 mil pessoas. O prazo para a nova fonte de energia estar funcio­­nando é de 36 meses.

Se houver a produção de energia excedente, de acordo com Carvalho, a Copel será responsável pela comercialização.

02/04/2012 - Seminário Latino-Americano contra a Terceirização Precarizante

> > > > > Saiba mais - Clique Aqui. < < < < <

 

29/03/2012 - COMUNICADO SINDENEL – PLR 2011 COPEL – pagamento em 2012